Dica 220 – Pergunte a quem aprendeu inglês

Como eu sempre digo, eu não sei o segredo para aprender inglês. Não estou me propondo a fazer mágica com ninguém e também não acho que sou eu quem vai resolver o seu problema. O que eu me proponho a fazer aqui é dar dicas de coisas que você pode tentar e que podem te ajudar.

Na realidade, cada pessoa tem o seu segredo. E o segredo de cada um é uma combinação de diversos fatores que levaram aquela pessoa a aprender inglês.

Por isso, essa dica é para que você pergunte a outras pessoas. Se você conhece alguém que fala inglês bem, pergunte a ele ou a ela, “Qual foi o seu segredo para aprender inglês?” Ouvindo relatos de várias pessoas, quem sabe você vai descobrir uma maneira nova de aprender?

Pode ser até que você ouça uma ideia totalmente maluca, absurda, ridícula. Mas antes de classificá-la como tal, experimente. Pode ser que essa ideia absurda seja boa para você.

Eu conheci um americano que era diretor de uma escola de inglês aqui no Brasil. Ele viu um anúncio na rua de uma escola que anunciava que você aprendia tudo em 8 semanas. Ele se inscreveu para uma aula teste. Como ele falava português muito bem, ninguém desconfiou dele. O que ele nos contou era de morrer de rir. Na primeira aula, todos os alunos ficavam batucando em tambores e repetindo no ritmo de samba, “Eu consigo aprender inglês”. E a aula inteira foi só isso.

Parece piada, mas será que alguém não consegue realmente se sugestionar e ganhar um pouco de confiança antes de começar um curso novo?

Pode ser que você tenha aquele colega que turma que é ótimo, que aprende tudo melhor que os outros. Não custa nada perguntar a ele, “Mas afinal, o que você faz para aprender?” Até o seu professor ou outros professores da escola podem ter um segredinho só deles. Não custa perguntar.

E se você descobrir uma dica nova, escreva para mim também. É sempre bom conhecer coisas novas.

Até a próxima,

Carlos

Anúncios

6 Respostas to “Dica 220 – Pergunte a quem aprendeu inglês”

  1. Tatty Sato Says:

    Oi Carlos! Tudo bom? Sempre que posso, leio o seu blog!
    Sabe, estou reaprendendo a aprender línguas. Traduzindo, estou aprendendo o espanhol e como faz anos que meu inglês é bom, estou reaprendendo a aprender… Faz sentido?
    Bom, o que estou fazendo é escutar muita música (no início com as letras, claro) para aprender a pronúncia, ler revistas e/ou livros e falar. Mesmo que esteja errado, eu falo e converso. Eu sempre peço para um ou dois amigos que falem espanhol muito melhor me falarem quando erro. Assim, eu aprendo!
    Acho que é isso que eu faço! 😉

    • carlosgontow Says:

      Oi Tatty,

      Obrigado pelo depoimento. Faz todo sentido. É bom aprender coisas novas justamente para estar sempre reaprendendo a aprender.

      Um beijo e obrigado por estar sempre lendo e comentando.

      Carlos

  2. Cristiano Tavares Says:

    Carlos,

    Achei muito legal nesse post o seu posicionamento realista sobre o fato de que não existe mágica para se aprender inglês, mas que podemos aprender com as estratégias utilizadas por outras pessoas que se tornaram fluentes.

    • carlosgontow Says:

      Obrigado, Cristiano

      Tem que ser realista mesmo. Há tanta gente e escolas por aí oferecendo cursos milagrosos e rápidos… Infelizmente algumas pessoas, no desepero, acabam caindo nessa. Aprender sem esforço não dá. Mas descobrindo as estratégias que funcionam para a gente, tudo fica mais fácil.

      Um abraço e continue escrevendo,

      Carlos

  3. Berg Says:

    Olá Carlos, parabéns por sua iniciativa.

    Ainda sou iniciante no estudo do inglês, mas fiz um método que me fez progredir bem mais rápido e absolver bastante vocabulário.
    Eu comecei com o programa “Rosetta Stone” junto com o curso de inglês presencial. Com o software deu para absolver bastante vocabulário sem esquecer posteriormente, e no curso presencial deu para aprender a gramática junto com a dinâmica com os colegas, e serviu muito para por em prática o que eu tinha aprendido com o software.
    Depois de uns 6 meses, acrescentei textos com conversação e também uma série de TV, “The O.C” e fiquei assistindo pelo computador com fone de ouvido. Percebi que minha compreensão melhorou muito.
    Obs.: Desde o inicio, eu escrevo a mão livre para folhas de caderno textos e atividades que aprendo. Percebi que com a junção de todas essas atividades eu sempre encontrava um canal de lembrar das palavras e frases aprendidas anteriormente.

    Desde já, obrigado pela oportunidade.

    • carlosgontow Says:

      Olá Berg,

      Obrigado pelo comentário e pelo depoimento. Eu não conheço esse programa, mas você demonstra que além de qualquer recurso é importante treinar, como você tem feito.

      Obrigado pela contribuição, e continue escrevendo.

      Abraços,

      Carlos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: