Dica 298 – Continue os diálogos do seu livro

Quer você estude inglês numa escola regular, num curso de inglês ou por conta própria, seu livro deve ter vários diálogos. Todo livro tem.

Em geral os diálogos dos livros de inglês são bastante artificiais e um pouco forçados para ensinar um determinado ponto gramatical ou um ítem de vocabulário. Mas são um bom ponto de partida para a língua que se usa de verdade.

Nos diálogos dos livros de inglês tudo acontece perfeitamente. Todo mundo entende o que o outro diz, ninguém se atrapalha ao falar, ninguém interrompe o outro ou esquece o que estava dizendo. Mas na vida real, tudo isso acontece e é normal. Além disso, nos livros os diálogos têm começo, meio e fim bem claros, o que não acontece numa conversa de verdade.

Uma dica que eu sempre dou aos meus alunos é continuarem o diálogo do livro. Depois de acabadas as falas do texto, digo a eles para continuarem falando o resto da conversa. É um bom treino para soltar a língua e para saber como levar uma conversa adiante. Isso, alías, é muito útil numa conversa real. Se a gente não fizer alguma coisa, dizer ou perguntar alguma coisa, a conversa simplesmente morre.

Na sala de aula, muitas vezes o professor coloca no quadro um modelo de diálogo para os alunos praticarem. Em geral esses modelos têm espaços em branco para os alunos irem substituindo por outras palavras. E eu sempre digo aos alunos que ao chegarem ao fim do modelo não devem simplesmente parar, mas continuar a conversa pensando no que diriam depois daquilo.

Isso é uma coisa que você pode fazer sozinho em casa quando estiver estudando, praticando, ou apenas brincando com o seu inglês. Pegue dois fantoches, dois bonecos, dois lápis ou até dois palitos de picolé. Pratique o diálogo do livro e depois continue a conversa. Veja até onde você consegue chegar com aquela situação.

Lembre-se também de que nenhuma conversa termina de repente, com as pessoas simplesmente parando de falar. Há maneiras de terminar uma conversa. Em português você poderia dizer: “Bom, eu tenho que ir, pois tenho uma reunão daqui a pouco.”, ou “Desculpa, meu celular está tocando. Vou ter que atender. Tchau.”, ou “Corra! Um tsunami está chegando!” e muitas outras coisas. Inclua sempre na conversa uma maneira de encerrá-la. É um bom treino para a vida real, pois até inventar uma desculpa é importante.

Isso me faz lembrar os esquetes do maravilhoso grupo inglês “Monty Python”. Quando eles não sabiam como fazer para acabar uma história, faziam despencar um peso de 1000 toneladas na cabeça de todos. Mas pelo menos acabavam de algum jeito…

Procure sempre desenvolver o seu inglês. Quanto mais você fizer, melhor para você.

Até mais,

Carlos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: