Dica 516 – Lide com seus medos e inseguranças

Todos nós temos medos e inseguranças. Aprender alguma coisa nova sempre faz esses medos aparecerem. E isso é uma coisa normal. O importante é não deixar que o medo e a insegurança o impeçam de ir para a frente.

A propósito disso, leia este artigo escrito pela psicóloga Adriana Gomes e publicado na Folha de São Paulo no dia 11 de novembro de 2012:

“Não é fácil lidar com emoções como o medo e a insegurança que surgem diante das mais diversas situações da vida.

Somos bombardeados por reportagens que afirmam que o bom profissional deve estar preparado para novos desafios e se adaptar rapidamente diante de novos cenários, para a tomada de decisões estratégicas, para apresentações públicas ou para lidar com negociadores truculentos.

O que ninguém conta é que, internamente, muitas pessoas sofrem com as pressões por resultados e desempenho, com altas expectativas, com autocobranças, porque não querem falhar, nem desapontar a si e ao seu público. Todos sentem medo, em maior ou menor grau. O ponto é que o medo pode paralisar uma pessoa. Podem ser muitas as causas dessa reação, entre elas:

  • Perfeccionismo
  • Falta de preparo
  • Baixa autoestima
  • Dificuldade para lidar com críticas
  • Pouco autoconhecimento

Por outro lado, há pessoas que se sentem estimuladas pelas situações novas e encaram o desconhecido de maneira mais “lúdica”, como uma oportunidade de aprendizado e não como provação. Essa atitude, por si, já torna a situação menos ameaçadora.

É importante, entretanto, estar preparado para enfrentar tais situações: pesquisar, conversar com pessoas que passaram por desafios semelhantes, conhecer seus limites e analisar as ameaças e oportunidades da situação. Isso ajuda a minimizar a sensação de medo e aumenta a autoconfiança.”

(http://www1.folha.uol.com.br/colunas/adrianagomes/1183061-situacao-desc)onhecida-nao-deve-ser-encarada-como-provacao.shtml)

Embora o artigo seja direcionado a profissionais e ao mercado de trabalho, ele tem tudo a ver com o aprendizado de inglês. A vontade de ser perfeito nos bloqueia. Se você aceitar que não é perfeito e tentar falar, mesmo que cometa erros, você vai aprender mais.

Errar é normal, e não devemos ter medo disso. Porém isso não significa que tudo bem se falarmos errado. Queremos falar corretamente, e a maneira de aprender é ouvido as correções. Quando um professor o corrige, isso não é uma crítica. Ele apenas está dizendo que aquilo não está certo e dizendo qual é a maneira de falar. Se prestarmos atenção a isso, mesmo que cometamos o mesmo erro muitas vezes, uma hora vamos aprender. Saber ouvir feedback é muito útil no aprendizado.

Como diz Adriana Gomes, o desconhecido é uma oportunidade de descobrir coisas novas e deve ser encarado com fascínio e com prazer. Se você pensar assim e se cobrar menos, vai aprender muito mais.

Até a próxima,

Carlos

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: