Dica 590 – A Hora da Mentira e a Hora da Verdade

Quase tudo o que acontece numa aula de inglês é de mentira.  É como um ensaio para uma peça de teatro. Você ensaia muito para o dia da estreia, quando vai fazer a peça de verdade. Mas se você não se dedicar nos ensaios e fizer como se fosse de verdade, na hora da verdade não vai sair bom.

A maioria das situações numa aula de inglês é de mentira. O professor manda você levantar e perguntar para três pessoas qual o dia do aniversário delas, mas você não tem o menor interesse em saber que dia é o aniversário daquelas pessoas. Tanto que, quando a aula acabar, você provavelmente nem vai se lembrar.

O professor manda vocês conversarem sobre globalização, e isso é um assunto que não te interessa nem um pouco. Você preferia conversar sobre qualquer outra coisa, mas tem que falar sobre aquilo, pois é parte da aula.

Você assiste a um vídeo que não te interessa e tem que discutir o que entendeu. Na sua vida real, você nunca iria assistir a um vídeo desses, mas faz parte da aula.

Você manda uma criança de 8 anos sair pela sala imaginando que está na rua perguntando “Onde fica o supermercado?” como se uma criança dessa idade fosse sair na rua sozinha procurando.

Calma aí, não estou dizendo que a aula de inglês não é interessante! É sim! A aula é divertida e tem até muita gente que se interessa pelos assuntos discutidos nela. O que eu estou dizendo é que as coisas são falsas, pois é uma situação falsa. Você está fazendo de conta que está falando sobre aqueles assuntos. No entanto, são essas coisas falsas que vão preparar você para a hora da verdade, quando você vai realmente querer usar o inglês.

N0 dia em que você estiver na sua casa e quiser assistir a um filme em inglês, você vai assistir a um filme que você mesmo escolheu. E vai entender um pouco de inglês graças aqueles momentos que teve na sala de aula assistindo ao que a escola achava que você devia assistir.

Quando você estiver conversando com alguém em inglês, você vai falar sobre o assunto que quiser, mas estará instrumentalizado pela prática que teve na sala de aula. A hora da mentira prepara você para a hora da verdade.

Agora pense bem nos momentos que você tem na sala de aula que poderiam ser de verdade, mas que você não usa. São aqueles momentos em que você perde a oportunidade de falar inglês de verdade. Por exemplo, quando você precisa de uma borracha emprestada e cochicha para o colega do lado em português. Pronto, você acabou de desperdiçar um ótimo momento para usar o seu inglês numa situação de verdade.

E no final da aula, quando todos os alunos já estão saindo, e você vai perguntar alguma coisa ao professor, e como a aula “já acabou” fala em português? Essa seria uma ótima hora da verdade, pois você está realmente perguntando uma coisa que quer saber e o professor vai dar uma resposta que interessa a você. Por que não se comunicar em inglês? Afinal, você está estudando inglês para se comunicar na hora da verdade. E a hora que você faz uma pergunta de verdade e ouve uma resposta de verdade, você prefere falar em português! Que desperdício! Passou a aula falando sobre assuntos que o professor mandou você falar, e quando tinha que falar mesmo, não usou o inglês!

E quando você chega na escola e fica esperando a aula começar e o professor chegar? Por que não aproveita esses momentos para conversar em inglês com os outros colegas? É um bom momento para uma conversa de verdade.

São esses momentos “de verdade” que dão a você a chance de ver se o inglês que você está aprendendo está servindo para alguma coisa! Você consegue se comunicar em inglês, ou na hora de se comunicar precisa  usar o português?

Eu me lembro da minha primeira viagem para os Estados Unidos, em 1990. Eu já era professor de inglês, já falava e ensinava inglês, mas nunca tinha saído do Brasil. Você sabe que em algumas aulas a gente ensina os alunos a pedirem informações sobre como chegar a um determinado lugar. Pois bem, eu e um grupo de amigos que estavam fazendo um curso de verão na Universidade da Flórida alugamos um carro para passear no feriado de 4 de julho. Eu dirigi uma boa parte da viagem. Num determinado momento, nós nos perdemos. Eu resolvi sair do carro e testar se a pergunta que eu ensinava funcionava mesmo. Encontrei um homem parado e lancei um “Can you tell me how to get to ___?” Quando o homem respondeu eu fiquei tão feliz! Vi que aquela expressão que eu já tinha ensinado tantas vezes funcionava de verdade. E fiquei comemorando! “It works! It works!”

Lembre-se de que tudo o que a gente quer na aula de inglês é conseguir usar o nosso inglês. Use-o e ele só vai melhorar!

Até mais,

Carlos

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: