Posts Tagged ‘accent’

Dica 560 – O sotaque de Marion Cotillard

julho 16, 2013

Quando a atriz francesa Marion Cotillard ganhou o Oscar pelo filme La Vie En Rose (Em Português “Piaf- Um Hino ao Amor“) em 2007, ela falava muito pouco inglês. Hoje em dia, alguns anos depois, ela tem um inglês excelente, praticamente sem sotaque, um feito impressionante, visto que os franceses tem muita dificuldade com o sotaque em inglês.

Como eu comentei num post recente, para você falar inglês bem não é necessário falar sem sotaque nenhum, mas para um ator estrangeiro isso pode significar novas oportunidades de papéis no cinema de Hollywood, e não ficar limitado a papéis de estrangeiros.

Qual foi o segredo de Marion Cotillard? Muita prática e dedicação! Vejam essa entrevista dela, que encontrei no youtube. No comecinho da entrevista ela fala sobre o processo de aprender inglês e melhorar a pronúncia.

Notem que mesmo tendo um inglês excelente, ela ainda fala em melhorar e diz que vai se esforçar mais um pouco. Como eu sempre digo, dedicação é o segredo de tudo.

Está aí um bom exemplo a ser seguido!

Até a próxima,

Carlos

Anúncios

Dica 557 – Imitar ajuda a melhorar a pronúncia

julho 8, 2013

Imitar os nativos quando falam inglês ajuda a melhorar a pronúncia. Eu já falei sobre isso, mas hoje assistindo ao terceiro episódio do seriado Devious Maids, achei essa cena bem ilustrativa. No seriado, a personagem Carmen, vivida pela atriz Roselyn Sanchez, quer ser cantora. Carmen é de Pueto Rico, e um produtor diz a ela que para ser bem sucedida nos Estados Unidos ela tem que ter cara de latina, mas perder o sotaque. E sugere que ela trabalhe para perdê-lo. Aí está o que ela faz:

Melhorar a pronúncia é uma questão de treino e de vontade. E, é claro, de esforço, como seu sempre digo. Se você repetir, repetir, e repetir, você chega lá. Depende de você.

Para você falar inglês bem, você não precisa ter o sotaque perfeito como um nativo. Não é esse o objetivo. Você não precisa fingir que é nativo. Você pode ser um estrangeiro que fale inglês muito bem. Pode aproximar o seu sotaque bastante de um nativo. Se quiser perder o sotaque de vez, tem que que praticar muito mais. É muito difícil, e pouquíssimas pessoas conseguem. Veja o caso dos atores estrangeiros que trabalham nos Estados Unidos. A maioria fica limitada a personagens estrangeiros, por causa do seu sotaque.

De qualquer modo, a melhor maneira de você melhorar é imitar os modelos que você tem. Além do seu professor – se você estuda numa sala de aula – há muitos recursos disponíveis, como programas de TV, podcasts, CDs de áudio e muito mais.

Aproveite o que a mídia oferece e melhore o seu inglês.

Até mais,

Carlos

Dica 553 – The Audio Archive

junho 9, 2013

Recebi da minha amiga Áurea Shinto a indicação desse site muito interessante. The Audio Archive contém um arquivo de textos que são lidos em voz alta por falantes de inglês com vários sotaques diferentes.

Aqui está o link:

http://alt-usage-english.org/audio_archive.shtml

No site você encontra várias amostras de textos, com os arquivos de áudio. O mesmo texto é lido por vários falantes de inglês, de lugares variados como os Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália e muitos outros. Mesmo dentro de um mesmo país, há pessoas de regiões diferentes e, portanto, com sotaques diferentes.

Aqui estão alguns exemplos com o texto “Arthur, the Rat”:

“Arthur, the Rat”, com sotaque australiano: http://alt-usage-english.org/archive/arth_mb.mp3

“Arthur, the Rat”, com sotaque canadense: http://alt-usage-english.org/archive/art_min8.mp3

“Arthur, the Rat”, com sotaque britânico: http://alt-usage-english.org/archive/arth_rp.mp3

“Arthur, the Rat”, com sotaque indiano: http://alt-usage-english.org/archive/art_in8.mp3

“Arthur, the Rat”, com sotaque irlandês: http://alt-usage-english.org/archive/arth_ire8.mp3

“Arthur, the Rat”, com sotaque americano do meio-oeste: http://alt-usage-english.org/archive/art_mi4.mp3

“Arthur, the Rat”, com sotaque americano de Nova Iorque: http://alt-usage-english.org/archive/01un01d.mp3

Quando você fala inglês, você pode escolher o sotaque que você quer falar. Não dá para você falar com todos os sotaques que existem. Você pode até tentar, mas isso não é necessário. O importante é você falar de uma maneira que faça você ser entendido.

Por outro lado, é importante você conseguir entender os diferentes sotaques. Existem os diferentes sotaques nativos e também os sotaques de estrangeiros falando inglês. Um brasileiro falando inglês e um francês falando inglês têm sotaques bem diferentes. Na sua vida, você vai falar em inglês com pessoas de vários lugares diferentes. Por isso é sempre importante você ouvir sotaques distintos. Quanto mais você ouvir, mais vai entender.

Lembre-se de que tudo é uma questão de prática. Quanto mais você praticar, melhor para você!

Até mais,

Carlos

Dica 513 – Vídeos de American Accent Training

novembro 5, 2012

O meu aluno Rodolpho me mostrou pela primeira vez esses vídeos, que fazem parte de uma série que ensina a praticar para ter um sotaque americano. Embora eu não ache que o objetivo de ter uma boa pronúncia é soar exatamente como um americano, os vídeos são bem interessantes e podem ajudar bastante.

Eu já falei aqui que para se falar inglês bem você precisa trabalhar os seus músculos. Esses vídeos mostram como são produzidos os sons e dão exercícios para a boca e a língua, que permitem que você articule melhor os sons do inglês. Veja, conheça e pratique:

American Accent Training – Part 1

American Accent Training – Part 2

American Accent Training – Part 3

Esses são alguns dos vídeos da série. Existem outros, que se você procurar vai encontrar. E existe muito material disponível online para você trabalhar e melhorar sua pronúncia. Aproveite os recursos que existem por aí.

Ter uma boa pronúncia em inglês é importante. Você não precisa soar exatamente como um americano. Se você tiver um pouquinho de sotaque não há problema. Afinal, você não quer fingir que é americano. Você quer conseguir se comunicar bem com um nativo. Ter uma boa pronúncia ajuda você a ser melhor entendido e também ajuda você a entender melhor – veja outros posts onde já falei sobre isso. E para ter uma boa pronúncia você tem que querer melhorar, e se esforçar para isso.

Esses vídeos podem dar uma boa ajuda.

Até a próxima,

Carlos

Dica 460 – “The Accent Tag” – diferentes maneiras de falar inglês

maio 7, 2012

O Daniel Borges me escreveu perguntando como poderia aprender a falar inglês com o sotaque da California. Essa pergunta me fez pensar bastante a respeito dos sotaques em inglês. E me lembrei de uma história que eu já contei aqui sobre a minha amiga Vânia Pires. Quando a Vânia foi para os Estados Unidos pela primeira vez, ela queria saber se o sotaque dela parecia mais com o sulista, nova iorquino ou qualquer outro. E perguntou para a família que a hospedava: “Que tipo de sotaque eu tenho?”. A família imediatamente respondeu: “Brasileiro!”.

Falar completamente sem sotaque é muito difícil. E não é necessário. O importante é você ser entendido. Problemas de pronúncia e entonação podem muitas vezes causar confusões e isso é o que devemos tentar evitar. Se você conseguir diminuir o seu sotaque brasileiro já será excelente. No entanto, se o seu objetivo é falar inglês tão perfeitamente que vão pensar que você é nativo, isso é complicado. Existem muitas variedades de sotaques nativos. Pessoas de diferentes lugares dos Estados Unidos falam muito diferente – como acontece no Brasil. E dentro de um mesmo estado também existem sotaques diferentes.

Eu não sei reconhecer todos os sotaques americanos. O sotaque de Nova Iorque é bem típico e eu consigo identificar. Consigo identificar um sotaque sulista, mas não sei dizer se a pessoa é do Tennessee ou Mississipi, por exemplo. E devem ser diferentes. Com certeza quem mora no sul da Californa (perto do México) deve falar de maneira diferente do que quem mora no norte da California. Mas eu não consigo identificar essa diferença.

Além do mais, nos Estados Unidos existe uma mobilidade muito grande. As pessoas se mudam de um estado para outro com muito mais frequência do que aqui no Brasil. Então você vai encontrar pessoas falando com sotaques diferentes e que moram no mesmo lugar. No seriado “The Big Bang Theory”, por exemplo, a história se passa em Los Angeles, mas a Penny é de Nebraska e o Sheldon é do Texas. O Sheldon não tem um sotaque Texano, e eu não tenho a menor ideia de como é o sotaque de Nebraska para saber se a atriz Kaley Cuoco fala da maneira correta.

A pergunta do Daniel me fez pesquisar na Internet e acabei descobrindo uma série de vídeos no youtube chamados “The Accent Tag”. Nesses vídeos, diversas pessoas de vários lugares diferentes lêem uma lista de palavras e respondem a uma série de perguntas sobre como elas dizem algumas coisas. É muito interressante de se ver como os sons são diferentes e como algumas coisas são chamadas de maneira diferentes em lugares diferentes.

Nesses vídeos aparecem americanos de diversas regiões dos Estados Unidos e ainda aparecem ingleses, irlandeses, australianos e muitos outros. Coloquei aqui em baixo alguns links, e você pode encontrar muito mais no youtube:

.

.

.

.

.

.

Eu comecei a assistir a esses vídeos e um foi levando ao outro e acabei assistindo a vários deles. E achei super interessante justamente pela variedade de sotaques do inglês.

Com tantas variações do inglês dentro de um mesmo país, eu acho que não é tão importante nos preocuparmos com qual sotaque nós falamos. Mesmo que você falar com o sotaque da California perfeito, se você for para Nova Iorque o seu sotaque será diferente do pessoal que mora lá. Ou seja, vão perceber que você não é de lá.

É importante você procurar ter um inglês bom, claro. Mas se você for para a Inglaterra e falar um inglês com sotaque americano, será entendido muito bem pelos ingleses. Você não precisa saber falar todos os sotaques e mudar de acordo com o lugar em que você vá.

E você falando inglês bem – não importa com que sotaque – vai ver que as pessoas vão elogiar o seu inglês onde quer que você esteja!

Até a próxima,

Carlos