Posts Tagged ‘comedia’

Dica 600 – Uso do “Simple Present” no seriado “The McCarthys”

novembro 1, 2014

O seriado “The McCarthys” estreou essa semana na TV americana. Pelo primeiro episódio, parece que será bem engraçado. Eu gosto da temporada de estreias dos novos seriados, pois podemos experimentar diversos programas e ver se gostamos. Eu costumo ver pelos menos uns três episódios antes de me decidir. Às vezes não dá para ter uma boa ideia assistindo só ao primeiro – se bem que muitas vezes eu nem chego ao fim do primeiro.  Alguns eu continuo assistindo e os que eu não gosto, deixo pra lá.

É divertido também assistir aos seriados antes que muitos deles estreiem no Brasil. Aliás, muitos deles nem chegarão a ser exibidos por aqui.

No primeiro episódio de “The McCarthys” a primeira cena já me chamou a atenção pelo uso do simple present. É bem fácil de entender, mesmo para quem é iniciante no inglês. Além disso, tem uma discussão interessante sobre o uso do artigo definido the.

Assista:

Se você se interessou procure assistir ao episódio inteiro. Assistir a seriados em inglês sem legenda ajuda você a melhorar a sua comprensão. Mesmo que entenda pouco no começo, resista à tentação de ler as legendas. Elas acabam se tornando uma muleta e você acha que está entendendo mais, mas isso ocorre porque você leu, não porque você entendeu o que foi dito. Se continuar tentando, vai entender cada vez melhor.

Até a próxima,

Carlos

Anúncios

Dica 532 – O exemplo de Hugh Jackman

janeiro 17, 2013

Você não pode perder o filme Les Miserábles, adaptação do musical apresentado no mundo inteiro, inclusive no Brasil. O filme ganhou o Golden Globe de melhor filme comédia ou musical deste ano, além dos prêmios de melhor atriz coadjuvante para Anne Hathaway e melhor ator para Hugh Jackman.

Muita gente que conhece Hugh Jackman só pelo seu papel de Wolverine não sabe que ele é um super ator de teatro musical e que canta maravilhosamente.

O que me impressionou foi o seu discurso de agradecimento ao receber o Golden Globe. Vejam:

Reparem na parte em que ele diz que três semanas antes de começarem as filmagens ele teve um ensaio tão ruim e tão humilhante, que chegou em casa dizendo que ia ligar para o diretor e pedir para sair do filme. Ele achava que não ia conseguir fazer e que era demais para ele. Foi a sua mulher que o convenceu a ficar. E ele fez um trabalho maravilhoso a ponto de ganhar o Golden Globe e de estar indicado para o Oscar.

Todos nós temos nossos medos e nossas inseguranças. Não importa se você já é um ator consagrado e talentoso. Fazer um novo papel, como eu disse na dica anterior, é dar um salto no escuro. É tentar coisas novas. Dá medo! A gente acha que não vai conseguir. Se o Hugh Jackman tivesse desistido, talvez tivesse ficado frustrado para sempre. Ao invés disso, ele tentou. Deve ter sofrido muito no processo, mas chegou lá.

É um exemplo para todos nós, não acham? Quantas vezes nós achamos algo difícil e desistimos antes de mesmo de tentarmos? Quantas vezes desistimos depois da primeira dificuldade? E depois ficamos frustrados por não ter conseguido, quando na verdade não tentamos o suficiente.

Eu já escrevi aqui que eu pratico Body Combat. A aula de Body Combat – que eu já faço há uns 5 anos – mistura aeróbica com movimentos de luta. Você não bate em ninguém –  só no ar – e gasta muita energia. As aulas são sempre iguais por vários meses. Repetimos sempre os mesmos movimentos, as mesmas coreografias. Depois de alguns meses, muda a sequência da aula com novas coreografias e tudo se repete por mais alguns meses. Quando entra um aluno novo, ele demora a aprender os movimentos. Nas primeiras aulas, ele erra mais do que acerta, cansa, não aguenta fazer até o fim – a aula dura uma hora – e acha tudo difícil. Mas com o tempo vai aprendendo e vai conseguindo fazer cada vez melhor. Quando nós começamos uma coreografia nova, já é mais fácil, pois muitos dos movimentos se repetem. Mas mesmo os alunos mais antigos demoram um pouco a pegar a nova sequência.

Há alguns dias a minha amiga Marta foi fazer uma aula de Body Combat e estava apreensiva, pois não costumava fazer essa aula. Estava naquela preocupação de fazer tudo errado. E nós falamos para ela que é assim mesmo, que no começo a gente erra mesmo. No entanto, ontem ela me disse antes da aula: “Hoje é a minha quinta aula, e sabe que eu estou começando a gostar?” Pois é, à medida que vamos fazendo, vamos acertando mais, vamos nos sentindo mais seguros e vamos sentindo mais prazer também. Se a Marta tivesse desistido na primeira aula, não teria chegado a esse momento de prazer. E ela fez apenas cinco aulas. Imagina como se sentirá depois de trinta aulas?

Esses exemplos complementam a dica anterior. Eles servem para tudo, inclusive para o seu inglês. Lembre-se de que é normal ter dificuldades, principalmente quando vamos fazer algo novo, mas as dificuldades são superadas com trabalho e dedicação. Enquanto o medo nos paralisa, os desafios nos levam para a frente.

Até mais,

Carlos

Dica 466 – Procure peças de teatro em inglês na sua cidade

maio 25, 2012

Como eu já escrevi na Dica 278 (“Assista a Teatro em inglês”), assistir a peças de teatro em inglês é uma ótima oportunidade para você se divertir e para praticar o seu inglês. Muitas escolas em várias cidades do Brasil têm grupos de teatro em inglês e a maioria faz apresentações gratuitas. Algumas delas têm trabalhos excelentes, de nível praticamente profissional. Vale a pena você se informar e ir assistir.

Tente descobrir na sua cidade, procurando no jornal ou nos sites das escolas de inglês. Ou telefone para as escolas e pergunte se há apresentações para o público geral – às vezes as apresentações são só para alunos ou familiares.

Mesmo que uma apresentação não seja tão boa, a experiência de assistir a uma peça em inglês é sempre positiva. Você vai praticar o seu inglês ouvindo várias pessoas diferentes falando e tentando entender a história.

Se a sua cidade não tem um grupo de teatro em inglês, que tal você começar o seu? Fazer teatro em inglês é uma experiência muito bacana!

Como eu falei na Dica 278, o meu amigo Rodrigo Haddad começou a fazer teatro dirigido por mim aos 14 anos, e hoje, já adulto, dirige grupos de teatro em inglês e faz um excelente trabalho. Se você mora em São Paulo, ou se vai passar por aqui num futuro próximo, aqui vai uma dica do novo espetáculo dirigido por ele:

Silly Cow –  Comédia em inglês de Ben Elton

Doris Wallis é uma jornalista que escreve uma coluna semanal em um grande jornal britânico. O passatempo preferido dela é falar mal dos outros, principalmente celebridades, artistas, a família real. Só que a língua venenosa dela começa a passar dos limites e ela é processada por uma atriz após chamá-la de gorda e canastrona. Enquanto se prepara para o julgamento, Doris recebe a visita de um editor que quer contratá-la para escrever em um tabloide de circulação europeia, do contador que quer que ela assine as declarações do Imposto de Renda e do “namoradinho” latino que leva uma encomenda especial a ela, ao mesmo tempo em que precisa discutir detalhes do caso com sua eficientíssima assistente.

Direção e adaptação: Rodrigo Haddad

Duração: 75 minutos

Classificação etária: 14 anos

Grátis

Dias: De 28/abril a 17/junho, sábados e domingos às 18h

Local: Cultura Inglesa-Mooca – Rua do Oratório 232 – São Paulo

Se você estiver por aqui, faça um esforço e vá até lá! E se souber de algum outro espetáculo em inglês, escreva para mim, que eu divulgo aqui.

Até mais,

Carlos

Dica 447 – Leia as notícias e veja os videos do “The Onion”

março 27, 2012

Eu já falei que ler  jornais e assistir às notícias em inglês é uma excelente maneira de se manter informado e praticar o inglês ao mesmo tempo. Nada como incluir o inglês na nossa vida diária! Por isso aqui vai mais uma dica nesse sentido.

O “The Onion” é um site de notícias muito legal. Chamado “America’s Finest News Source” o site tem artigos sobre vários assuntos e vídeos com notícias, reportagens e entrevistas. É muito interressante.

Detalhe: todas as notícias são falsas! Mas são escritas e filmadas como se fossem verdadeiras. Por isso é muito divertido de se ver e de se ler. Você vai dar muitas risadas enquanto vê as notícias falsas, que quase sempre soam como se fossem verdade.

Veja no site do “The Onion”, onde você vai encontrar muita coisa à sua disposição:

http://www.theonion.com/

Os vídeos do “The Onion” também estão disponíveis no youtube. Basta você escrever the onion na caixa de busca, que vai encontrar uma lista enorme de vídeos.

Veja, por exemplo, esse vídeo sobre como a Disney tem engenheiros genéticos que fabricam os seus astros infantis:

Veja também essa entrevista com um menino que teve a perna arrancada por um tubarão:

Você sabia que o ator Nicolas Cage não é uma pessoa, mas um boneco? Veja nessa entrevista exclusiva:

Divirta-se e treine o seu inglês com as notícias falsas do “The Onion”. E quem sabe você consiga até enganar alguns amigos, fingindo que são notícias verdadeiras. Será que eles vão perceber?

Até mais,

Carlos