Posts Tagged ‘dificuldade’

Dica 580 – Seja o seu próprio Papai Noel

dezembro 24, 2013

Hoje, véspera de Natal, muita gente está esperando que o Papai Noel traga o presente que pediu. E assim como o presente de Natal, muita gente fica sempre esperando que as coisas aconteçam na sua vida. Mas, na realidade,  muito pouca coisa na vida cai assim do céu. Se quisermos alguma coisa, temos que ir atrás dela.

Aprender inglês também é assim. Há pessoas que me dizem que um dia vão aprender inglês. Ficam esperando o dia de começar, ficam esperando o dia que vão ter tempo, ou o dia em que a oportunidade vai aparecer. Há outros que vão pulando de escola em escola esperando encontrar aquela que vai fazê-los aprender inglês – como se fosse por mágica, ou presente de Papai Noel.

Se você quer aprender, não espere que o Papai Noel traga tudo enrolado num pacote lindo. Seja o seu próprio Papai Noel. Faça o seu próprio presente! Vá atrás do que quer e se esforce por isso. Aprender é um processo longo, cansativo, algumas vezes chato, muitas vezes divertido, e que proporciona muitas alegrias e muito prazer. Há dificuldades no caminho – mas há dificuldade em tudo – e elas são todas superáveis, com esforço e dedicação. Depende de você, e você é capaz. Como diz o título do meu mais recente livro, “Você Consegue Aprender o Que Quiser”.

Quer aprender inglês? Mãos à obra! Não precisa esperar o dia ideal para começar. Não precisa esperar o dia em que vai ter tempo. Não precisa esperar para se matricular naquela escola que você quer. Comece já! Neste blog e no meu livro “101 Dicas Para Você Aprender Inglês com Sucesso” há muitas ideias e sugestões do que você pode fazer. Comece agora! Um passo de cada vez, e sempre em frente. Você chega lá.

Você não vai encontrar o seu inglês dentro de uma embalagem linda embaixo da árvore de Natal. O que você pode fazer já – hoje – pelo seu inglês?

Feliz Natal!

Até a próxima,

Carlos

Anúncios

Dica 532 – O exemplo de Hugh Jackman

janeiro 17, 2013

Você não pode perder o filme Les Miserábles, adaptação do musical apresentado no mundo inteiro, inclusive no Brasil. O filme ganhou o Golden Globe de melhor filme comédia ou musical deste ano, além dos prêmios de melhor atriz coadjuvante para Anne Hathaway e melhor ator para Hugh Jackman.

Muita gente que conhece Hugh Jackman só pelo seu papel de Wolverine não sabe que ele é um super ator de teatro musical e que canta maravilhosamente.

O que me impressionou foi o seu discurso de agradecimento ao receber o Golden Globe. Vejam:

Reparem na parte em que ele diz que três semanas antes de começarem as filmagens ele teve um ensaio tão ruim e tão humilhante, que chegou em casa dizendo que ia ligar para o diretor e pedir para sair do filme. Ele achava que não ia conseguir fazer e que era demais para ele. Foi a sua mulher que o convenceu a ficar. E ele fez um trabalho maravilhoso a ponto de ganhar o Golden Globe e de estar indicado para o Oscar.

Todos nós temos nossos medos e nossas inseguranças. Não importa se você já é um ator consagrado e talentoso. Fazer um novo papel, como eu disse na dica anterior, é dar um salto no escuro. É tentar coisas novas. Dá medo! A gente acha que não vai conseguir. Se o Hugh Jackman tivesse desistido, talvez tivesse ficado frustrado para sempre. Ao invés disso, ele tentou. Deve ter sofrido muito no processo, mas chegou lá.

É um exemplo para todos nós, não acham? Quantas vezes nós achamos algo difícil e desistimos antes de mesmo de tentarmos? Quantas vezes desistimos depois da primeira dificuldade? E depois ficamos frustrados por não ter conseguido, quando na verdade não tentamos o suficiente.

Eu já escrevi aqui que eu pratico Body Combat. A aula de Body Combat – que eu já faço há uns 5 anos – mistura aeróbica com movimentos de luta. Você não bate em ninguém –  só no ar – e gasta muita energia. As aulas são sempre iguais por vários meses. Repetimos sempre os mesmos movimentos, as mesmas coreografias. Depois de alguns meses, muda a sequência da aula com novas coreografias e tudo se repete por mais alguns meses. Quando entra um aluno novo, ele demora a aprender os movimentos. Nas primeiras aulas, ele erra mais do que acerta, cansa, não aguenta fazer até o fim – a aula dura uma hora – e acha tudo difícil. Mas com o tempo vai aprendendo e vai conseguindo fazer cada vez melhor. Quando nós começamos uma coreografia nova, já é mais fácil, pois muitos dos movimentos se repetem. Mas mesmo os alunos mais antigos demoram um pouco a pegar a nova sequência.

Há alguns dias a minha amiga Marta foi fazer uma aula de Body Combat e estava apreensiva, pois não costumava fazer essa aula. Estava naquela preocupação de fazer tudo errado. E nós falamos para ela que é assim mesmo, que no começo a gente erra mesmo. No entanto, ontem ela me disse antes da aula: “Hoje é a minha quinta aula, e sabe que eu estou começando a gostar?” Pois é, à medida que vamos fazendo, vamos acertando mais, vamos nos sentindo mais seguros e vamos sentindo mais prazer também. Se a Marta tivesse desistido na primeira aula, não teria chegado a esse momento de prazer. E ela fez apenas cinco aulas. Imagina como se sentirá depois de trinta aulas?

Esses exemplos complementam a dica anterior. Eles servem para tudo, inclusive para o seu inglês. Lembre-se de que é normal ter dificuldades, principalmente quando vamos fazer algo novo, mas as dificuldades são superadas com trabalho e dedicação. Enquanto o medo nos paralisa, os desafios nos levam para a frente.

Até mais,

Carlos

Dica 526 – Mais um ano novo? E agora?

dezembro 31, 2012

E aí? O ano está terminando. Você conseguiu cumprir todas as promessas que fez no ano passado? Sentiu que o seu inglês melhorou? E agora, o que vai fazer neste ano novo?

O ano novo é apenas uma data simbólica. Na verdade, todo os dias são novos. E todos os dias começam com milhares de possibilidades para nós. Resta sairmos da nossa zona de conforto e irmos atrás dessas possibilidades. E nos esforçarmos para superar as dificuldades e conseguir o sucesso.

Com esforço e dedicação, conseguimos muita coisa. Não adianta achar que vai ser fácil e que aprender inglês não vai causar um pouco de sofrimento. O processo de aprendizado é doloroso também. Temos dúvidas, inseguranças, dificuldades, nos sentimos cansados e frustrados às vezes. Mas ao mesmo tempo, é um processo prazeiroso. Cada pequena vitória é um motivo de alegria. Cada vez que conseguimos falar uma frase em inglês, ou quando conseguimos entender uma frase num filme ou um verso na letra de uma música, ou quando lemos um texto e conseguimos entendê-lo, temos muitas razões para comemorar. E depois que isso passa, a sensação de sofrimento e dificuldade dá lugar à alegria. Eu também tive dificuldades para aprender inglês, mas não me lembro disso com sofrimento. O que ficou foi a sensação boa de hoje saber falar inglês.

Você não precisa esperar o ano novo para começar a estudar inglês. Nunca vai chegar aquele momento mágico em que todas as condições estarão favoráveis para você começar. Simplesmente comece. E vá em frente. E no final do próximo ano, olhe para trás e veja como você progrediu.

Um ótimo ano novo para você, e mande ver no estudo de inglês!

Até o ano que vem,

Carlos

Dica 484 – Tenha tenacidade – o exemplo de “The Glee Project”

julho 27, 2012

Você já assistiu ao programa “The Glee Project”? Nesse programa, um grupo de jovens compete para conseguir uma participação em 7 episódios da próxima temporada de “Glee”. Agora na sua segunda temporada, o programa é muito bacana de assistir.

Para ser o vencedor do programa, não é preciso apenas ser um bom cantor ou ator. É preciso muito mais do que isso. É preciso dedicação, esforço, habilidade de trabalhar em grupo e muito mais.

A cada semana, existe um tema e dentro daquele tema os participantes gravam um vídeo clip, onde eles cantam, dançam e representam.

No oitavo episódio da segunda temporada o tema foi tenacidade. Segundo o dicionário, tenacidade é o apego obstinado a uma ideia, ou persistência. Tenacidade também pode ser a resistência de um material à ruptura, portanto indica a capacidade de aguentar um esforço.

Nesse episódio, os participantes tiveram como desafio gravar um vídeo clip onde deveriam realizar muitas atividades físicas, sem cortes. O clip tinha que ser gravado inteiro de uma só vez. Se alguém errasse alguma coisa, deveriam começar tudo desde o início. E para isso precisaram de muita tenacidade.

Se você assistor ao episódio, vai ver as cenas da gravação do vídeo. Depois de repetirem a gravação 34 vezes até que o vídeo desse certo, este foi o resultado final:

Que lições você pode tirar desse vídeo para o seu aprendizado de inglês? Você tem tenacidade? É capaz de repetir alguma coisa e se esforçar até conseguir? Até onde você vai para conseguir o resultado que você quer?

Se você está com dificuldades em aprender, você não é pior do que ninguém. Todos nós enfrentamos dificuldades. O que diferencia as pessoas que aprendem mais é a sua capacidade de continuar, de lutar contra as dificulades, até atingirem o seu objetivo.

Seja tenaz! E o seu aprendizado de inglês vai melhorar muito!

Até a próxima,

Carlos

Dica 480 – Ouça com atenção

julho 12, 2012

O vídeo abaixo, que eu encontrei no youtube, é uma piada, mas mostra uma coisa muito séria. Muita gente não escuta que está sendo dito, ou pelo menos não escuta com atenção. Assista e divirta-se:

Esse vídeo faz parte de uma série de vídeos que você pode achar no youtube, e todos partem da mesma premissa: as pessoas não ouvem mais.

Isso me lembra de uma história que aconteceu com a minha mãe quando eu era criança, lá pelos anos 60. A minha mãe ia começar a usar lentes de contato, mas estava tendo dificuldades para colocá-las. Então ela chamou um homem para hipnotizá-la para que ela conseguisse colocar as lentes. O homem foi na nossa casa e começou a sessão de hipnose. Ficou um tempão tentando hipnotizar a minha mãe, mas não conseguiu, porque durante todo o tempo ela estava pensando: “Ai, meu Deus, o que é que eu vou servir para ele?”. Ela estava tão preocupada em servir algo para o homem comer que não conseguia ouvir o que ele dizia. Imagina que uma mãe judia ia deixar a visita sair da casa dela sem comer algo!

Muita gente é assim – simplesmente não ouve. Há pessoa que vão ao cinema ou assistem a um filme em casa, por exemplo, e que leem a legenda do filme e simplesmente desligam os ouvidos. Não prestam nenhuma atenção ao som do filme. Mesmo que você não entenda nada de inglês, se você ouvir o que está sendo dito vai conseguir entender pelo menos qual a pronúncia correta dos nomes dos personagens. Eu conheço um rapaz que é super fã do seriado “The Big Bang Theory“, não perde um episódio e assiste até às reprises, mas não consegue pronunciar corretamente o nome do personagem Leonard. Ele continua dizendo Le-o-nard, quando a pronúncia correta é Lénard. Esse nome é repetido dezenas de vezes em cada episódio. A pessoa só não ouve se não quiser.

Na sala de aula acontece muito isso. O professor fala uma palavra e o aluno repete de uma maneira totalmente diferente. É claro que nem sempre é fácil conseguir a pronúncia certa em inglês, pois há certos sons que não existem em português, mas às vezes o aluno pronuncia de uma maneira totalmente diferente, mesmo que o professor repita a mesma palavra muitas vezes. Isso acontece porque ele não está ouvindo. A respeito disso, veja o video do seriado “Friends” que eu coloquei na Dica 189 – É importante saber ouvir. O que acontece com o Joey nesse episódio é um exemplo exagerado do que acontece com muita gente.

Fora da sala de aula, na vida real, isso também acontece com muitas pessoas. Tem gente que conversa, mas não ouve o que a outra pessoa está dizendo. Numa conversa você precisa falar, ouvir o que a outra pessoa diz, e reagir a partir dali. No entanto, há pessoas que falam, mas não ouvem o que a outra pessoa está falando. Quando falam novamente, continuam o que estavam dizendo sem incorporar na conversa nada do que a outra pessoa disse. Parece que enquanto o outro estava falando ficaram só pensando no que iam dizer a seguir. Mais ou menos como a minha mãe com o hipnotizador.

Aprender a ouvir pode ser treinado. Basta você se dedicar. E se concentrar. A mania que existe hoje em dia de se fazer muitas coisas ao mesmo tempo prejudica a concentração. Tente concentrar-se mais.

Eu sempre digo que assistir a um filme sem legendas é mais eficaz, pois você é obrigado a se concentrar em ouvir. Se você está lendo a legenda – mesmo em inglês – você acaba se desligando do som. Mas em alguns casos, pode ser ser útil você ouvir e ler a legenda em inglês. Se você ler e prestar atenção aos sons, pode aprender bastante sobre pronúncia.

A mesma coisa acontece quando você está estudando. Ouvir o CD do seu livro enquanto você lê o texto é muito útil para se aprender a pronúncia. Basta você prestar atenção às palavras que está lendo e ao som que está ouvindo. Ou quando você está aprendendo a cantar de uma música. Ler a letra e prestar muita atenção ao som vai fazer você cantar muito melhor. E consequentemente falar melhor também.

Ouça com atenção. Vai ser bom para o seu inglês e vai ser bom para o seu dia-a-dia também!

Até a próxima,

Carlos