Posts Tagged ‘divertido’

Dica 614 – Use o Waze em inglês

abril 5, 2015

Para quem ainda não conhece o Waze, fique sabendo que ele é um aplicativo gratuito de trânsito e GPS que utiliza dados e alertas de tráfego em tempo real. Ele pode melhorar muito o seu trajeto de todos os dias.  Eu demorei um pouco até começar a usá-lo, pois estava acostumado ao meu GPS, e não queria abandoná-lo. Mas com o Waze realmente você ganha muito tempo. Para quem mora em São Paulo, como eu, ganhar tempo no trânsito é muita melhora na qualidade de vida.

Mas o que está me divertindo mais do que tudo é ouvir o Waze falar inglês. Você pode escolher a lingua que ele fala e escolher a opção de ele dizer o nome das ruas. Experimente! É uma boa maneira de você treinar o seu inglês enquanto está no carro. Se pensar no tempo em que fica no trânsito todos os dias, vai ver que dá para aproveitar bem.

Mesmo que você já saiba o caminho por onde vai, vale a pena ligar o Waze em inglês. Você vai ouvir as expressões que dão as direções, as distâncias, os problemas que encontra pelo caminho, e aos poucos vai lembrar de todas elas. Você pode até ir repetindo tudo o que ele diz, e ir treinando a parte oral.

Se escolher a opção de ele falar os nomes das ruas em inglês, vai dar muitas gargalhadas. Mas além disso, é um bom exercício de pronúncia. Ele fala os nomes das ruas em português como se fossem inglês. Isso vai ajudando você a descobrir um pouco mais sobre a pronúncia do inglês. Quando você for ler alguma coisa em inglês, isso vai te ajudar também. Você vai internalizando alguns sons do inglês e vai brincando com as palavras.

Em inglês a pronúncia não segue padrões rígidos. Há muita variação na pronúncia e mesmo os nativos muitas vezes não sabem pronunciar palavras novas que eles não conhecem. Mas essa brincadeira ajuda você a trabalhar os sons da língua inglesa. Por exemplo, se você prestar atenção à forma que ele pronúncia o nome “Av. Paulista”, quando enxergar palavras como “because”, “cautious”, “daughter” vai saber como pronunciar.

Quando o Waze for falando os nomes das ruas, repita os nomes algumas vezes. Faça isso como uma brincadeira, e até o tempo gasto no trânsito vai parecer menor. Isso não tem nada a ver com aprender vocabulário, já que as palavras em português não significam nada em inglês. É apenas uma brincadeira com os sons.

Como eu já disse antes, algumas ideias que podem parecer estranhas, podem nos ajudar muito a aprender e melhorar o nosso inglês. Nunca diga que não funciona sem tentar antes.

Depois escreva para mim, me contando como foi a experiência.

Até a próxima,

Carlos

Anúncios

Dica 613 – Jogue “Heads Up”

março 27, 2015

Eu descobri essa dica há poucos dias e estou me divertindo muito com ela. É um aplicativo que você pode baixar gratuitamente no seu celular ou tablet, chamado “Heads Up”.

O aplicativo foi desenvolvido pela apresentadora americana Ellen Degeneris. É um jogo muito bacana, que além de garantir muita diversão ajuda muito a praticar o inglês. Você joga com um parceiro, que pode ser um amigo ou até um colega de aula de inglês. Um dos participantes coloca o celular ou tablet na testa, de modo que só o parceiro possa ver o que aparece. Na tela aparecem palavras e o parceiro precisa descrevê-las para o outro jogador adivinhar. Enquanto o tempo passa, você pode adivinhar várias palavras. Quanto mais palavras você acertar, mais pontos você ganha. Existem várias categorias para você escolher, que incluem pessoas famosas, animais, coisas de criança, e muito mais. Quando você acerta, inclina o celular ou tablet para baixo e outra palavra aparece. Quando você não sabe e quer passar, inclina o celular ou tablet para cima e a palavra muda.

Veja alguns vídeos onde Ellen Degeneris brinca com convidados do seu programa.

 

 

 

 

 

Não acha divertido? Bom, eu tenho jogado em casa e também com meus alunos e estou adorando. É um jogo legal, onde você pode aprender e revisar bastante vocabulário, alem de praticar como descrever as palavras, que é uma habilidade muito importante ao se falar uma língua.

Então, aproveite! Baixe o aplicativo, divirta-se e pratique bastante o seu inglês!

Até a próxima,

Carlos

Dica 611 – Minha entrevista no canal “A Culpa é dos Livros”

março 5, 2015

No canal “A Culpa é dos Livros” no youtube, Alyssa Mou, uma adolescente que adora ler, dá dicas e faz comentários sobre livros. É muito bacana ver alguém que tem tamanha paixão por livros. Ler é realmente maravilhoso. Recomendo que você conheça e assine o canal. Quem sabe não fique estimulado a ler mais?

https://www.youtube.com/user/culpadoslivros

Foi com grande alegria que dei uma entrevista para Alyssa falando sobre os meus livros e sobre dicas de como aprender inglês. Aqui está o link para que você possa assistir:

Eu sempre li muito e ler sempre foi uma parte importante da minha vida. Através da leitura a gente conhece o mundo e conhece histórias interessantes que nos inspiram para a nossa vida. Ler faz a gente viajar na nossa imaginação e até na vida real. Várias vezes eu tive vontade de conhecer um determinado lugar depois de ter lido sobre ele, ou de ter lido uma história que se passava naquele lugar. Quando eu era criança, li no colégio, no livro de inglês, um texto sobre o Liberty Bell em Philadelphia, e sempre sonhei em conhecê-lo. Até que fui até lá e vocês não podem imaginar a emoção que senti.

No caso do inglês especificamente, ler ajuda a ampliar o seu vocabulário. Você não precisa estudar as palavras do livro, nem ir procurar o significado delas num dicionário. De tanto você ler, você acaba aprendendo as palavras pelo seu significado no contexto. É incrível como isso funciona!

Uma das vantagens da leitura é que você pode escolher o livro que vai ler. Procure um assunto que você goste. Não importa o que você estiver lendo. Você vai se divertir se o assunto for do seu agrado.

Se você já gosta de ler, continue lendo sempre mais. Se você acha que não gosta, é porque está lendo pouco! Tente ler mais e logo estará apaixonado.

Até mais,

Carlos

Dica 607 – Brinque com as palavras

janeiro 8, 2015

Na nossa própria língua, nós costumamos brincar com as palavras. Às vezes usamos as palavras com duplo sentido, usamos palavras diferentes para expressar alguma coisa, e até inventamos palavras novas. Crianças aprendem a falar brincando com os sons e com as palavras. É muito natural fazer isso.

No entanto, às vezes nós levamos a língua estrangeira a sério demais. Ao brincarmos com as palavras achamos que estamos errando. Não precisa ser assim. Quando aprendemos inglês, também podemos fazer esse tipo de brincadeira. Isso é muito positivo e nos ajuda a aprender mais.

Quando eu era criança, eu falava em inglês e quando não sabia uma certa palavra, falava ela em português mas com um sotaque em inglês. Muitas vezes alguma daquelas palavras que eu “inventava” eram palavras em inglês messmo. Eu tive um aluno recentemente, de 7 anos de idade, que falava as palavras em português colocando o sufixo -ation no final. Por exemplo, dizia, sentation na cadeiration. Eu sempre dizia para ele que o sufixo -ation não transformava a palavra em inglês, mas um dia ele falou imagination e eu falei que aquilo era inglês. Ele acabava descobrindo algumas palavras que eram palavras de verdade.

Hoje, a minha aluna Maria Tereza me mandou o link desse vídeo muito bacana, publicado no site http://www.ted.com (Eu já escrevi um post sobre esse site). O video mostra Erin McKean  falando sobre a invenção de palavras novas. O vídeo se chama “Go ahead, make up new words” e pode ser achado no youtube também. Assista:

A invenção de palavras é muito comum na nossa língua nativa. É claro que é muito mais fácil inventar palavras na nossa língua do que na língua estrangeira. Mas nada dos impede de brincarmos e nos divertimos com a língua.

Até a próxima,

Carlos

 

 

Dica 563 – Cantar afina o ouvido linguístico

julho 27, 2013

Sabe aquelas coisas que a gente já sabe, mas que é sempre bom ouvir novamente para confirmar? Foi assim quando li essa matéria no Language Magazine. Segundo ela, cantar numa língua estrangeira pode melhorar muito a maneira de falar. Isso foi comprovado por um estudo feito na Escócia, na Universidade de Edinburgh.

Neste estudo, grupos de alunos adultos ouviram frases em húngaro e as repetiram cantando. Outros grupos apenas as repetiram falando. E os grupos que cantaram acabaram falando melhor do que os grupos que apenas falaram. Em alguns testes, os grupos que cantaram tiveram uma performance duas vezes melhor do que aqueles que apenas falaram. Além disso, os que aprenderam cantando conseguiram se lembrar das frases em húngaro com maior precisão do que os outros.

O teste foi feito com húngaro, por ser uma língua muito diferente para os falantes de inglês, mas os resultados se aplicam a qualquer língua.

Eu sempre acreditei que cantar ajuda a aprender inglês. Eu mesmo aprendi inglês cantando. Não que eu ache que dê para aprender inglês somente cantando. É preciso estudar também, mas cantar ajuda muito. Você aprende a pronúncia das palavras, aprende a juntar as palavras e os sons, e aprende as estruturas da língua, que acabam saindo corretas da sua boca quando você precisa falar. Como diz a matéria, cantar afina o ouvido linguístico.

No livro que eu e a Cris escrevemos, “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês” nós damos várias dicas de como usar as músicas a seu favor para aprender inglês. Este aliás, é um dos tópicos mais perguntados nos comentários que recebo aqui no blog. Ou seja, todo mundo já sabe disso!

Aprender inglês cantando, além de divertido também é muito eficaz. Como está sendo comprovado agora por estudos acadêmicos.

Veja a matéria no link abaixo:

http://languagemagazine.com/?p=6883

Até mais,

Carlos

Dica 549 – Saiu o livro “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês”

maio 10, 2013

É com  muito prazer que anuncio o lançamento do meu novo livro “Aprenda Inglês Cantando e  Aprenda a Cantar em Inglês”.

Eu recebo muitas perguntas sobre dicas de como aprender inglês com músicas e até perguntas de pessoas que não querem necessariamente aprender inglês, mas que querem aprender a cantar bem em inglês. Daí surgiu a ideia desse livro que tem muitas dicas que servem para todos.

Além de sugerir algumas músicas ótimas para se aprender inglês, o livro ensina como você pode achar músicas de que você goste e que ajudem você a aprender inglês. Música é um gosto muito pessoal, e você não precisa necessariamente gostar das músicas que eu gosto. Você pode montar o seu próprio repertório musical, se divertir e aprender inglês. O livro ensina como fazer isso.

Além das dicas de músicas, há dicas de como pronunciar as palavras corretamente em inglês, pois as músicas podem ajudar – e muito – a melhorar a sua pronúncia. A minha co-autora, Cris Gontow, tem muita experiência na área de pronúncia e selecionou muitos exemplos de músicas para trabalhar aspectos diferentes da pronúncia em inglês.

O livro estará em breve em todas as livrarias, mas você já pode comprá-lo no site da DISAL, que está fazendo uma grande promoção de lançamento, com um super desconto. E se você comprar, o livro é entregue na sua casa. Veja no link abaixo:

http://www.disal.com.br/produtos/servidor/439/index.html

Espero que você goste do livro, se divirta, aprenda inglês e solte a voz!

Capa do Livro Novo 1

Até mais,

Carlos

Dica 545 – Cante “Raise Your Hand”

abril 11, 2013

Eu sou fã do programa Sesame Street, um programa educacional infantil da TV americana, no ar há mais de 40 anos. O programa é voltado a crianças em idade pré-escolar e ensina sobre letras e números além de conceitos importantes sobre as emoções, os relacionamentos, ética e boas maneiras.

Para quem está estudando inglês, o programa é ótimo, e mesmo que não sejamos crianças, podemos nos divertir e aprender muito. Por isso eu sempre mostro cenas do programa aos meus alunos. Sesame Street tem também uma quantidade enorme de músicas muito boas para se cantar e aprender inglês. As músicas são modernas e não soam como as musiquinhas infantis tradicionais. São boas para qualquer idade.

Entre elas, aqui está a música Raise Your Hand, que ensina de maneira alegre e divertida como se comportar numa sala de aula. Quando você quiser falar, fazer uma pergunta, ou até pedir para ir ao banheiro, levante a mão e espere o professor chamá-lo – não interrompa a aula. Esse é um hábito muito feio de muitos alunos brasileiros – não só crianças!

Cante e divirta-se:

Só de ouvir a música e cantar junto, você já estará praticando bastante o seu inglês e aprendendo novas expressões e vocabulário. Cantar é uma ótima maneira de treinar e aprender inglês.

Há muito material do Sesame Street online. Eu já publiquei outras coisas anteriormente, mas procurando você consegue encontrar muito mais. Dê uma olhada, divirta-se a aprenda sempre mais!

Até a próxima,

Carlos

Dica 508 – Músicas para Halloween

outubro 28, 2012

Está chegando o dia 31 de outubro, o dia de Halloween, umas das datas mais divertidas da cultura americana. E uma das minhas favoritas também! Conhecer o Halloween é muito importante para se conhecer a cultura americana. Como eu já disse antes, a cultura e a língua andam juntas. Conhecer a cultura de um povo, ajuda a entender melhor a sua língua.

Aqui vão algumas músicas sobre o Halloween, que vão ajudar você a conhecer um pouco mais sobre o vocabulário relacionado a esta data. Cante as músicas, divirta-se, amplie seu vocabulário e trabalhe a sua pronúncia!

Spooky Spooky:

Uma música legal para aprender vocabulário de Halloween.

Halloween Song:

Halloween:

Há uma enorme variedade de músicas sobre Halloween disponíveis online. Se você quiser mais, é só procurar. E depois soltar a voz. Vai ser bom para você e para o seu inglês.

Divirta-se e “Happy Halloween”!

Até mais,

Carlos

 

Dica 500 – Assista ao Emmy Awards no dia 23 de setembro

setembro 22, 2012

Amanhã, dia 23 de setembro de 2012, domingo, acontece nos Estados Unidos a entrega do Emmy Awards 2012 aos melhores da televisão. A premiação será transmitida ao vivo pelo Warner Channel. A partir das 20 horas será transmitida a chegada dos convidados pelo tapete vermelho, e a partir das 21 horas começa o show, que neste ano será apresentado por Jimmy Kimmel.

O Emmy Awards (em sua 64a edição) é mais uma excelente oportunidade para você conferir os melhores programas da televisão americana, e também para você treinar o seu inglês. Com a opção de assistir ao programa no som original, você pode acompanhar as entrevistas, as piadas e os discursos de agradecimento sem ouvir a horrível tradução simultânea.

A chegada dos astros no tapete vermelha é divertida. Você ouve coisas engraçadas e você vê os apresentadores descrevendo as roupas das estrelas – uma ótima oportunidade de praticar o vocabulário relativo a roupas em inglês.

Eu, que sou um grande fã dos seriados americanos, adoro assistir ao show e torcer pelos meus atores e programas favoritos. E muitas vezes ouço falar de um show que eu não conhecia e a partir daí resolvo assistir – e às vezes acabo gostando.

Aqui está a lista dos indicados aos principais prêmios deste ano:

Melhor Atriz em Série Cômica:
Zooey Deschanel – New Girl
Lena Dunham – Girls
Edie Falco – Nurse Jackie
Amy Poehler – Parks and Recreation
Tina Fey – 30 Rock
Julia Louis-Dreyfuss – Veep
Melissa McCarthy – Mike & Molly

Melhor Ator em Série Cômica:
Larry David – Curb Your Enthusiasm
Jon Cryer – Two and a Half Men
Louis C.K. – Louie
Jim Parsons – The Big Bang Theory
Don Cheadle – House of Lies
Alec Baldwin – 30 Rock

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Cômica:
Maylim Bialik – The Big Bang Theory
Merritt Wever – Nurse Jackie
Julie Bowen – Modern Family
Kristen Wigg – Saturday Night Live
Sofia Vergara – Modern Family
Kathryn Joosten – Desperate Housewives

Melhor Ator Coadjuvante em Série Cômica:
Ed O’Neil – Modern Family
Jesse Tyler Ferguson – Modern Family
Ty Burrell – Modern Family
Eric Stonestreet – Modern Family
Bill Hader – Saturday Night Live
Max Greenfield – New Girl

Melhor Série Cômica:
“Curb Your Enthusiasm”
“Girls”
“30 Rock”
“Veep”
“Modern Family”
“The Big Bang Theory”

Melhor Atriz em Série Dramática:
Julianna Margulies – The Good Wife
Michelle Dockery – Downton Abbey
Elizabeth Moss – Mad Men
Kathy Bates – Harry’s Law
Claire Danes – Homeland
Glenn Close – Damages

Melhor Ator em Série Dramática:
Steve Buscemi – Boardwalk Empire
Michael C. Hall – Dexter
Bryan Cranston – Breakign Bad
Hugh Bonneville – Dowton Abbey
Jon Hamm – Mad Men
Damian Lewis – Homeland

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática:
Archie Panjabi – The Good Wife
Anna Gunn – Breaking Bad
Maggie Smith – Downton Abbey
Joanna Froggatt – Dowton Abbey
Christina Hendricks – Mad Men
Christine Baranski – The Good Wife

Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática:
Aaron Paul – Breaking Bad
Giancarlo Esposito – Breaking Bad
Brendan Coyle – Downton Abbey
Jim Carter – Downton Abbey
Jared Harris – Mad Men
Peter Dinklage – Game of Thrones

Melhor Série Dramática:
“Boardwalk Empire”
“Breaking Bad”
“Downton Abbey”
“Mad Men”
“Game of Thrones”
“Homeland”

Melhor Atriz Convidada em Série Cômica:
Dot-Marie Jones – Glee
Maya Rudolph – Saturday Night Live
Melissa McCarthy – Saturday Night Live
Elizabeth Banks – 30 Rock
Margaret Cho – 30 Rock
Kathy Bates – Two and a Half Men

Melhor Ator Convidado em Série Cômica:
Michael J. Fox – Curb Your Enthusiasm
Greg Kinnear – Modern Family
Bobby Cannavale – Nurse Jackie
Jimmy Fallon – Saturday Night Live
Will Arnett – 30 Rock
Jon Hamm – 30 Rock

Melhor Atriz Convidada em Série Dramática:
Martha Plimpton – The Good Wife
Loretta Devine – Grey’s Anatomy
Jean Smart – Harry’s Law
Julia Ormond – Mad Men
Joan Cusack – Shameless
Uma Thurman – Smash

Melhor Ator Convidado em Série Dramática:
Mark Margolis – Breaking Bad
Dylan Baker – The Good Wife
Michael J. Fox – The Good Wife
Jeremy Davies – Justified
Ben Feldman – Mad Men
Jason Ritter – Parenthood

Melhor Programa de Variedades, Comédia ou Musical:
“The Colbert Report”
“Real Time With Bill Maher”
“Saturday Night Live”
“Jimmy Kimmel Live”
“Late Night With Jimmy Fallon”

Melhor Reality Show de Competição:
“So You Think You Can Dance”
“The Amazing Race”
“Project Runway”
“The Voice”
“Dancing With the Stars”
“Top Chef”

Melhor Apresentador de Reality Show:
Betty White – Betty White’s Off Their Rockers
Cat Deeley – So You Think You Can Dance
Phil Keoghan – The Amazing Race
Tom Bergeron – Dancing With the Stars
Ryan Seacrest – American Idol

Melhor Minissérie ou Filme Para TV:
“Game Change”
“American Horror Story”
“Hemingway & Gellhorn”
“Sherlock”
“Luther”
“Hatfields & McCoys”

Melhor Atriz em Minissérie ou Filme Para TV:
Julianne Moore – Game Change
Connie Britton – American Horror Story
Nicole Kidman – Hemingway & Gellhorn
Emma Thompson – The Song Of Lunch
Ashley Judd – Missing

Melhor Ator em Minissérie ou Filme Para TV:
Woody Harrelson – Game Change
Clive Owen – Hemingway & Gellhorn
Benedict Cumberbatch – Sherlock
Idris Elba – Luther
Kevin Costner – Hatfields & McCoys

Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Filme Para TV:
Sarah Paulson – Game Change
Frances Conroy – American Horror Story
Jessica Lange – American Horror Story
Judy Davis – Page Eight
Mare Winningham – Hatfields & McCoys

Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie ou Filme Para TV:
Ed Harris – Game Change
Denis O’Hare – American Horror Story
David Strathairn – Hemingway & Gellhorn
Martin Freeman – Sherlock
Tom Berenger – Hatfields & McCoys

Melhor Direção Série Cômica:
Robert B. Weide – Curb Your Enthusiasm
Lena Dunham – Girls
Louis C.K. – Louie
Jason Winer – Modern Family
Steven Levitan – Modern Family
Jake Kasdan – New Girl

Melhor Direção em Série Dramática:
Tim Van Patten – Boardwalk Empire
Vince Gilligan – Breaking Bad
Brian Percival – Downton Abbey
Michael Cuesta – Homeland
Phil Abraham – Mad Men

Melhor Roteiro em Série Dramática:
Julian Fellowes – Downton Abbey
Alex Gansa, Gideon Raff e Howard Gordon – Homeland
Semi Chellas e Matthew Weiner – Mad Men
Andre Jacquemetton e Maria Jacquemetton – Mad Men
Erin Levy e Matthew Weiner – Mad Men

Melhor Roteiro em Série Cômica:
Chris McKenna – Community
Lena Dunham – Girls
Louis C.K. – Louie
Amy Poehler – Parks and Recreation
Michael Schur – Parks and Recreation

Assista ao Emmy Awards ao vivo, ou depois faça o download do programa e assista num outro dia. Divirta-se e pratique ainda mais o seu inglês!

Até mais,

Carlos

Dica 485 – Pratique perguntas assistindo a um filme

julho 30, 2012

Uma das grandes dificuldades enfrentadas por estudantes de inglês é a formação de perguntas. Eu vejo pessoas com um inglês bem avançado que muitas vezes se esquecem de inverter a posição do verbo para formar uma pergunta. Por esse motivo, praticar a formação de perguntas sempre é bom.

Eu já dei algumas dicas de como particar perguntas cantando. Veja por exemplo as dicas 446 (Aprenda a fazer perguntas cantando) e 449 (Pratique fazer perguntas em inglês cantando músicas da Broadway). Essa dica se refere a praticar perguntas assistindo a um filme.

Faça essa atividade usando qualquer filme ou seriado de TV em inglês. Assista a 10 minutos do filme em inglês, sem legendas. Pode ser um filme a que você já tenha assistido antes, ou pode ser um a que você nunca assistiu. Não precisa se preocupar em entender a história. Preste atenção às falas e veja se nessa parte você ouve alguma pergunta. Tente escrever as perguntas que ouvir. Se não ouvir nenhuma pergunta, não há problema nenhum. Pode acontecer de naquela cena não haver nenhuma pergunta mesmo. Ou pode ser que você simplesmente não entendeu, o que é perfeitamente normal.

Repita o procedimento. Tente algumas vezes. Nas vezes seguintes você pode dar uma pausa na gravação para ter mais tempo de escrever. Volte um pouco a cena quando achar necessário. Depois de tentar várias vezes, ligue a legenda em inglês e compare com o que você escreveu. Quantas perguntas você conseguiu entender? Note que muitas vezes a legenda não é exatamente igual ao que é dito, pois ela é resumida por questão de espaço.

Assista à cena mais uma vez e tente falar as perguntas ao mesmo tempo que os atores. Repita algumas vezes tentando imitar a pronúncia, a entonação e o ritmo das falas.

Se você achar que 10 minutos é muito tempo, faça com uma cena mais curta. Pode ser de 5 minutos, de 8 minutos, etc. Você é quem decide.

Mesmo que você não consiga nada na primeira vez, não desanime. Faça outras vezes, com filmes diferentes ou cenas diferentes. Com o tempo você vai começar a entender mais. Vai se sentir um pouco melhor a cada vez, pois vai percebendo o seu progresso.

Como exemplo, vejam essa cena do filme “P.S. I Love You”. Essa cena é uma compilação de quatro cenas diferentes do filme e tem menos de 10 minutos, mas ela serve só para dar uma ideia do que estou falando.

Quantas perguntas você conseguiu entender?

Aí está uma ideia que você pode usar sempre que tiver um tempinho. É divertida e eficiente.

Até a próxima,

Carlos