Posts Tagged ‘livro’

Dica 625 – Meu presente de Natal

dezembro 24, 2015

Hoje o meu presente de Natal foi a minha própria versão de “It’s a Wonderful Life”, um dos meus filmes favoritos de todos os tempos.

Para quem não conhece, “It’s a Wonderful Life” (cujo título em português é “A Felicidade Não Se Compra”) é um filme de 1946 dirigido por Frank Capra. Conta a história de George Bailey, que um dia decide acabar com a própria vida por achar que teve uma vida inútil. No entanto, um anjo é enviado do céu para ajudá-lo. Este anjo mostra a George como seria o mundo caso ele nunca tivesse existido. O filme passa na TV americana todos os anos no Natal e mostra como a vida de cada pessoa afeta a vida de todos os outros a seu redor.

O filme inteiro está disponível no youtube. É só clicar e assistir. É lindo!

It’s a Wonderful Life

https://www.youtube.com/watch?v=93A0D_5yX3g

Não, eu não estou pensando em acabar com a minha vida, e já acho que a vida é maravilhosa, sim. No entanto, sempre é bom lembrar que a nossa presença nesse mundo ajudou a muitas outras pessoas. Faz a gente se sentir bem!

O Octávio foi meu aluno em 1995 na União Cultural Brasil-Estados Unidos. Depois de muito tempo sem nos vermos, passamos a nos ver regularmente pois frequentamos o mesmo clube e fazemos musculação na academia deste clube.

Hoje, véspera de Natal, ele se aproximou de mim e me disse que precisava me contar uma coisa. Disse que na empresa em que ele trabalha, ele faz reuniões frequentes com os funcionários, e que na última reunião disse a eles que precisavam aprender inglês e melhorar o seu vocabulário. E ele me contou que deu aos funcionários a mesma dica que eu dei a ele quando fui seu professor. A dica de fazer cartõezinhos com as palavras novas, escrevendo a palavra de um lado e a definição e exemplos do outro. Tantos anos depois, ele me disse que ainda lembra dessa dica, que a usou para aprender inglês e mais tarde para aprender alemão, e agora a está passando adiante.

Na verdade, essa dica nem é uma criação minha. Quem me ensinou foi a minha amiga Virgínia Kachan, quando eu estava estudando para prestar o exame de Michigan. Usei muito e aprendi muito vocabulário com ela. Essa dica também está aqui no blog e no meu livro “101 Dicas Para Você Aprender Inglês Com Sucesso”.

Eu fiquei feliz por ver que a dica que eu dei – ou na verdade passei adiante – ajudou e ainda ajuda muita gente a aprender inglês. E que as pessoas que a usaram a estão passando para outras pessoas, e assim ela vai se espalhando cada vez mais. E me mostra que em vez de ajudar apenas os meus alunos, acabei ajudando muito mais gente ainda!

O filme de Frank Capra é muito mais profundo do que a minha história, mas de qualquer maneira foi bom para mim isso ter acontecido justamente hoje. Eu também sinto que a minha passagem por esta vida teve algum valor.

1995 - 1st semester - IA12 - 8.15 pm - 01 - Octavio, marco, Mônica, João, Adriana

Aí está a foto do Octávio na minha turma de Intermedário de 1995 (Ele está circulado de vermelho). Boas lembranças nessa época de final de ano.

Para todos os meus leitores a amigos, os votos de um Feliz Natal! E lembrem-se de que tudo o que a gente faz afeta muita gente. Por isso vamos fazer coisas boas e espalhar sempre o que temos de melhor!

Até a próxima,

2015-Xmas facebook

 

 

 

 

 

 

Carlos

Anúncios

Dica 619 – As mãos estimulam o cérebro

julho 29, 2015

Por recomendação da minha querida amiga Áurea Shinto, comecei a ler o livro “A Whack on the Side of the Head”, de Roger von Oech. É um livro muito bacana, sobre como a gente pode ser mais criativo. Tem muitas ideias interessantes que podemos aplicar às nossas vidas, ao nosso trabalho, e até ao nosso aprendizado em geral. Vale a pena ler.

 

A whack

Num dos capítulos, o autor diz que uma das maneiras que ele tem de relaxar é pegar um objeto do tamanho de uma maçã e ficar brincando com ele na mão. Ele diz que fazer isso estimula uma parte diferente do cérebro e faz a criatividade fluir. Diz ele que segundo alguns estudos, ativar as funções básicas pode melhorar a performance mental.

Ele conta de um teste que foi feito com dois grupos de pessoas para avaliar a performance mental.  Antes do teste, um grupo ficou 20 minutos numa sala, esperando sentados. O outro grupo ficou em outra sala durante os mesmos 20 minutos descascando maçãs. Depois os dois grupos fizeram o teste e o grupo que tinha ficado descascando as maçãs se sai muito melhor. Isso prova que fazer as mãos e os olhos trabalharem juntos põe os neurônios para funcionar melhor.

Quem sabe isso não seja legal também para você aplicar ao estudo do inglês? Você poderia esperimentar, enquanto estuda, ficar brincando com um objeto em uma das mãos. Isso pode estimular o se cérebro e você conseguir aprender mais. Outra possibilidade é antes de você começar a estudar, passar uns minutos fazendo alguma atividade manual, como cortar papel com uma tesoura, fazer dobraduras, ou até cozinhar, como eu faço muitas vezes. Ou mesmo fazer umas pausas durante o estudo para fazer isso.

Atenção! Eu não estou falando de estudar segurando o celular na mão e verificando as mensagens, ou falando pelo WhatsApp! Isso só distrai você do seu estudo. Mas usar os estímulos da mão pode ser interessante para o seu cérebro.

Vamos tentar? Isso também é uma novidade para mim. Quem sabe pode ser bom? Depois me escreva contando o que achou. Descobrir novas maneiras de aprender é uma questão de experimentar coisas novas. Muitas vezes as ideias mais estranhas acabam sendo as mais interessantes. Leia o livro “A Whack on the Side of the Head” e descubra muito mais!

Até a próxima,

Carlos

Dica 612 – Cante e aprenda inglês, com o “Karaoke Channel”

março 14, 2015

As pessoas vivem me perguntando que músicas são boas para aprender inglês. E como sempre, eu digo que é uma escolha muito pessoal. As pessoas têm gostos diferentes. As músicas que eu gosto podem não ser do seu agrado. Por isso, eu mais uma vez insisto que se você cantar as músicas que você gosta, vai se divertir e praticar bastante o seu inglês.

No livro “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês”, eu e a Cris damos muitas dicas de como aprender inglês com música. E embora o livro dê exemplos com várias músicas, o que eu acho mais legal no livro é que ele ensina como você pode encontrar músicas que você goste e que auxiliem no aprendizado de pontos gramaticais ou até na pronúncia de determinados sons em inglês.

Cantar é sempre bom, e mesmo que você não esteja pensando especificamente em cantar para aprender inglês, só o fato de você cantar em inglês para se divertir, e de ficar repetindo a mesma música até aprender, vai acabar fazendo você melhorar o seu inglês… brincando.

Nesse sentido vale à pena conhecer o Karaoke Channel, no youtube.

https://www.youtube.com/channel/UCPhsF4E-vChQBEF4Zl9hvqw

Eu já falei sobre ele na Dica 505 (https://dicasingles.wordpress.com/2012/10/23/dica-505-the-karaoke-channel/), mas é sempre bom relembrar. Esse canal tem uma coleção enorme de vídeos de karaokê, para você cantar e se divertir. Uma coisa muito bacana do canal é que muitas das músicas têm duas versões, uma com a voz de um cantor – não o cantor original – e outra sem a voz do cantor. Você pode ouvir a versão com a voz do cantor muitas vezes até aprender, e depois tentar cantar a versão em karaokê.

Aqui estão só alguns exemplos de vídeos.

“Imagine”, de John Lennon, com a voz, para você aprender:

 

“Imagine”, em versão karaoke, para você cantar:

 

“Baby I Love You”, de Jennifer Lopes, com a voz, para você aprender:

 

“Baby I Love You”, em versão karaoke, para você cantar:

 

“I Will Survive”, de Gloria Gaynor, com a voz, para você aprender:

 

“I Will Survive”, em versão karaoke, para você cantar:

 

Procure no canal e com certeza você vai achar músicas que você goste.

Eu recomendo que antes de você começar a cantar ouça muitas vezes a música, prestando bastante atenção à pronúncia das palavras e tentando associar as palavras escritas aos sons. Depois comece a cantar e quando estiver mais firme, passe para a versão em karaokê. Aprender uma música dá trabalho. Você precisa cantar muitas e muitas vezes até conseguir. Às vezes a gente acha que é difícil, e que não vai conseguir. Vai conseguir, sim. Se você não conseguir, é porque desistiu antes.

Existem aplicativos que permitem que você baixe vídeos do youtube no seu computador. Você pode baixar as suas músicas favoritas e depois brincar de karaokê. Pode até convidar os amigos e fazer uma noite de karaokê na sua casa. Que tal? Podem até combinar que nesse dia só vão falar em inglês. Será pura diversão!

Cante, divirta-se e aprenda inglês!

Até a próxima,

Carlos

 

Dica 610 – Cante “Red Solo Cup” e aprenda a falar inglês melhor

fevereiro 19, 2015

Eu já falei diversas vezes que músicas ajudam muito a aprender inglês. Eu até já publiquei o livro “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês” com dicas de como aprender inglês com música.

Quando você canta em inglês, você aprende a juntar as palavras, coisa que às vezes é difícil quando você está falando. Na música você precisa seguir o ritmo e cantar sem ficar parando entre uma palavra e outra. Além de ajudar na fluência, cantar faz você repetir muitas e muitas vezes as mesmas frases. Essas frases vão ficando na sua cabeça e vão formando o seu repertório linguístico. Um dia, sem perceber, você usa uma dessas frases numa conversa. É muito legal quando isso acontece!

Hoje eu estava correndo na esteira na academia e, como sempre, ouvindo músicas e cantando junto. Foi quando me dei conta que a música “Red Solo Cup”, que foi cantada no oitavo episódio da terceira temporada de “Glee”, é muito mais falada do que cantada. Cantar (ou no caso, falar) essa música, além de ser divertido – afinal, é uma música sobre um copinho descartável – pode ajudar muito o seu inglês. Experimente!

Há muitas músicas que tem partes faladas no meio e elas podem ajudar bastante a desenvolver o seu inglês. Procure outras de que você goste, pratique e divirta-se!

Não é fácil decorar uma música inteira. Às vezes pode levar vários dias. Hoje, enquanto eu corri por cerca de 40 minutos na esteira, eu fiquei repetindo sempre a mesma música, e ainda não consigo cantar inteirinha. É um exercício de paciência e determinação, mas quando você consegue cantar a música inteira, que alegria!

Só como curiosidade, quase todas as músicas de “Glee” são regravações de outras músicas. Aqui está o vídeo da música original com Toby Keith para você conhecer e cantar junto:

Até mais,

Carlos

Dica 607 – Brinque com as palavras

janeiro 8, 2015

Na nossa própria língua, nós costumamos brincar com as palavras. Às vezes usamos as palavras com duplo sentido, usamos palavras diferentes para expressar alguma coisa, e até inventamos palavras novas. Crianças aprendem a falar brincando com os sons e com as palavras. É muito natural fazer isso.

No entanto, às vezes nós levamos a língua estrangeira a sério demais. Ao brincarmos com as palavras achamos que estamos errando. Não precisa ser assim. Quando aprendemos inglês, também podemos fazer esse tipo de brincadeira. Isso é muito positivo e nos ajuda a aprender mais.

Quando eu era criança, eu falava em inglês e quando não sabia uma certa palavra, falava ela em português mas com um sotaque em inglês. Muitas vezes alguma daquelas palavras que eu “inventava” eram palavras em inglês messmo. Eu tive um aluno recentemente, de 7 anos de idade, que falava as palavras em português colocando o sufixo -ation no final. Por exemplo, dizia, sentation na cadeiration. Eu sempre dizia para ele que o sufixo -ation não transformava a palavra em inglês, mas um dia ele falou imagination e eu falei que aquilo era inglês. Ele acabava descobrindo algumas palavras que eram palavras de verdade.

Hoje, a minha aluna Maria Tereza me mandou o link desse vídeo muito bacana, publicado no site http://www.ted.com (Eu já escrevi um post sobre esse site). O video mostra Erin McKean  falando sobre a invenção de palavras novas. O vídeo se chama “Go ahead, make up new words” e pode ser achado no youtube também. Assista:

A invenção de palavras é muito comum na nossa língua nativa. É claro que é muito mais fácil inventar palavras na nossa língua do que na língua estrangeira. Mas nada dos impede de brincarmos e nos divertimos com a língua.

Até a próxima,

Carlos

 

 

Dica 596 – Cante e se prepare para o Halloween

outubro 28, 2014

O Halloween, que é comemorado no dia 31 de outubro, é uma ótima oportunidade para a gente se divertir e conhecer um pouco mais da cultura dos povos de língua inglesa. Como eu já disse muitas vezes, a língua e a cultura andam juntas e é muito importante aprendê-las, pois muitas coisas que se dizem fazem muito mais sentido quando se entendem os aspectos culturais.

Para ajudar e atiçar a sua curiosidade, aqui está uma música divertida de Haloween e dois vídeos com vocabulário relacionado ao Halloween.

“Halloween Rules”

 

Halloween vocabulary:

 

 

Ouça a música e cante várias vezes até aprender. Divirta-se enquanto pratica o seu inglês.

Pratique as palavras ligadas ao Halloween e tente usá-las em frases e histórias. Usar o vocabulário muitas vezes faz você aprender mais.

Se tiver curiosidade, procure mais coisas relacionadas ao Halloween. A Internet está cheia de material disponível ao alcance do seu dedo. Lembre-se de que a curiosidade é um dos fatores principais do aprendizado.

Boa sorte, boa diversão e Happy Halloween!

Até a próxima,

Carlos

IMG_8769IMG_8770 IMG_8772

Dica 595 – Entrevista para o programa “NGT Entrevista”

julho 23, 2014

Veja a minha entrevista para o programa a “NGT Entrevista”, que foi ao ar no dia 14 de julho de 2014.

Nessa entrevista eu falo sobre os meus livros “The Classroom is a Stage”, “101 Dicas Para Você Aprender Inglês com Sucesso”, “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês” e “Você Consegue Aprender o Que Quiser”. Falo ainda de estratégias de aprendizado e de que é possível aprender qualquer coisa, tendo vontade e determinação.

Assista:

Como eu costumo escrever aqui no blog,  não existe apenas uma maneira de aprender. Cada pessoa aprende de um modo diferente, pois cada pessoa é diferente. O que precisamos é descobrir o que nos faz aprender melhor.

Até mais,

Carlos

Dica 576 – Saiu o livro “Você Consegue Aprender o Que Quiser”

novembro 21, 2013

Quando eu lancei o livro “101 Dicas Para Você Aprender Inglês Com Sucesso”, muitas pessoas comentaram que o livro não as ajudou somente a aprender inglês, mas outras coisas também. Como o livro não ensina inglês, mas maneiras de estudar inglês, as pessoas começaram a aplicar as ideias a outras áreas do conhecimento.

Foi a partir desses comentários que me veio a ideia de escrever o livro “Você Consegue Aprender o Que Quiser“. Este livro apresenta estratégias e dicas de aprendizado que você pode usar para aprender qualquer coisa. Não é que o livro ensine qualquer coisa. Eu não tenho nem a pretensão nem a capacidade de ensinar tudo. O que o livro tenta mostrar é que você é capaz de aprender qualquer coisa se descobrir a maneira de estudar e de praticar. E dá dicas que podem ajudar você no caminho do aprendizado.

Eu sempre digo que há várias maneiras de aprender. Cada pessoa é diferente, e o que funciona para um pode não funcionar para outro. Por isso o mais importante de tudo é você descobrir o que funciona melhor para você. Experimentar diversas maneiras de estudar é importante, pois ajuda você nesta descoberta. Muitas vezes uma ideia que parece absurda acaba funcionando bem.

Além disso, o esforço, a dedicação e a disposição para errar até acertar são elementos fundamentais do aprendizado. Se você estiver disposto, você chega lá.

Estou muito feliz com a publicação deste livro e espero que sirva para ajudar as pessoas a aprenderem cada vez mais e melhor.

Aguardo os comentários, críticas e sugestões!

Obrigado pelo apoio, sempre!

Até mais,

CarlosIMG_5696

Dica 572 – Vá atrás das coisas

outubro 2, 2013

Eu ainda me impressiono muito com a quantidade de pessoas que espera que as coisas venham até elas de mão beijada.  E não vão atrás do que querem. Hoje em dia, com tanta facilidade para conseguirmos tudo o que quisermos, não dá para ficarmos sentados esperando as coisas virem até nós. Se você quer alguma coisa, mexa-se!

Quer aprender inglês? Quer aprender mesmo? Vá atrás do seu objetivo. Faça alguma coisa por você mesmo!

Eu vejo alunos que ouvem uma palavra nova na sala de aula, por exemplo. Eles não entendem a palavra e deixam por isso mesmo. Quantas vezes um aluno vem me dizer que não fez um determinado exercício da lição de casa por que havia uma palavra que ele não tinha entendido. E por que não procurou? Há tantos dicionários por aí! Há dicionários online de todos os tipos. Se você digitar a palavra no google images, por exemplo, consegue ver a imagem da palavra. Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras. Ao digitar a palavra no google images aparecem centenas de imagens. Se cada uma vale por mil palavras, imagina quantas ilustrações da mesma palavra você pode ter! Você só não visualiza se não quiser.

Há muitos dicionários impressos e online. Cada dicionário tem definições e exemplos com as palavras. Se você não entender a explicação de um deles, procure em outro. Lendo muitas definições e muitos exemplos, uma hora a ficha cai e você entende.

Não entendeu um determinado ponto gramatical? Se estuda em uma escola, peça uma ajuda ao seu professor. Peça para ele explicar de novo. Peça novos exemplos. Peça a ele para indicar um livro para fazer exercícios extras de gramática. Encontre o livro e estude, pratique, até aprender. Se achar que ainda não entendeu, estude e pratique mais um pouco. É do seu interesse. Se você estuda por conta própria, vá atrás de exercícios. Ter um livro de gramática é importante também. Faça exercícios online. Faça alguma coisa!

Eu costumo dizer aos meus alunos que coloco a bola na frente deles, mas quem tem que chutá-la são eles mesmos. Se errarem o gol, precisam repetir centenas de vezes, que as chances de acerto vão aumentando. Não adianta querer que a bola se mexa sozinha. Isso não acontece.

Se você prestar atenção à sua volta, vai ver que as pessoas que se saem melhor em qualquer coisa são aquelas que fazem algo para que isso aconteça. A diferença entre aprender ou não é tentar, se esforçar. Aquela velha frase que diz que é “1% de inspiração e 99% de transpiração” é a mais pura verdade.

Eu sou muito criativo e tenho muitas ideias ótimas, mas se eu não sentar e escrevê-las, elas não saem por conta própria. Não adianta ter uma ideia maravilhosa se a ideia fica dentro da sua cabeça. Para escrever um post no blog, por exemplo, eu fico um tempão na frente do computador. Escrevo, corrijo, escrevo novamente e esse processo continua até que me dou por satisfeito.

Para aprender a cantar uma música nova, passo dias e dias ouvindo só aquela música e cantando sem parar, até conseguir cantá-la por inteiro. É um processo longo, mas que dá resultado. E é assim com tudo.

Como professor, acho que a minha função principal não é ensinar inglês. Mais importante do que isso, é ensinar as pessoas a se virarem sozinhas, a ir atrás das coisas, pois é só assim que elas vão aprender de verdade. Afinal, elas não vão ser alunas a vida inteira. A ideia é justamente treiná-las a serem independentes.

Não adianta chorar e dizer, “Eu não entendo isso.” O que você vai fazer para entender? Vá atrás, descubra, experimente, mexa-se! Você é capaz, sim! Depende do seu esforço e da sua vontade!

Até mais,

Carlos

Noite de autógrafos em Porto Alegre

agosto 12, 2013

Olá amigos,

Nesta quinta-feira, dia 15 de agosto, estarei em Porto Alegre para uma noite de autógrafos do livro “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês.” Será às 19:30 horas na Livraria FNAC do Barra Shopping Sul. Se estiverem por lá ou nas imediações, apareçam. Vamos bater um papo e tomar um vinho!

Será uma noite gostosa!

Para quem aparecer, até lá,

Carlosfacebook_noite_autografo_carlos