Posts Tagged ‘livros’

Dica 611 – Minha entrevista no canal “A Culpa é dos Livros”

março 5, 2015

No canal “A Culpa é dos Livros” no youtube, Alyssa Mou, uma adolescente que adora ler, dá dicas e faz comentários sobre livros. É muito bacana ver alguém que tem tamanha paixão por livros. Ler é realmente maravilhoso. Recomendo que você conheça e assine o canal. Quem sabe não fique estimulado a ler mais?

https://www.youtube.com/user/culpadoslivros

Foi com grande alegria que dei uma entrevista para Alyssa falando sobre os meus livros e sobre dicas de como aprender inglês. Aqui está o link para que você possa assistir:

Eu sempre li muito e ler sempre foi uma parte importante da minha vida. Através da leitura a gente conhece o mundo e conhece histórias interessantes que nos inspiram para a nossa vida. Ler faz a gente viajar na nossa imaginação e até na vida real. Várias vezes eu tive vontade de conhecer um determinado lugar depois de ter lido sobre ele, ou de ter lido uma história que se passava naquele lugar. Quando eu era criança, li no colégio, no livro de inglês, um texto sobre o Liberty Bell em Philadelphia, e sempre sonhei em conhecê-lo. Até que fui até lá e vocês não podem imaginar a emoção que senti.

No caso do inglês especificamente, ler ajuda a ampliar o seu vocabulário. Você não precisa estudar as palavras do livro, nem ir procurar o significado delas num dicionário. De tanto você ler, você acaba aprendendo as palavras pelo seu significado no contexto. É incrível como isso funciona!

Uma das vantagens da leitura é que você pode escolher o livro que vai ler. Procure um assunto que você goste. Não importa o que você estiver lendo. Você vai se divertir se o assunto for do seu agrado.

Se você já gosta de ler, continue lendo sempre mais. Se você acha que não gosta, é porque está lendo pouco! Tente ler mais e logo estará apaixonado.

Até mais,

Carlos

Anúncios

Dica 589 – Entrevista no programa “Livros em Revista”

abril 11, 2014

No dia 10 de abril de 2014 eu dei uma entrevista na TV Geração Z para o programa “Livros em Revista”. Se você não teve a oportunidade de assistir ao vivo, ou se quer assistir novamente aí está o link do programa. No programa eu falo sobre o meu livro “Você Consegue Aprender o que Quiser” e sobre estratégias de aprendizado que você aplicar a qualquer coisa – inclusive ao aprendizado de inglês. Assista e veja o que você pode fazer para aprender melhor.

http://tvuol.uol.com.br/video/voce-consegue-aprender-o-que-quiser–o-livro-04020C993062E4C94326

Se tiver alguma dúvida ou algum comentário, escreva para mim, que eu respondo.

Até a próxima,

Carlos

Dica 552 – Confira a minha entrevista no programa “Curtindo São Paulo” da JustTV

maio 29, 2013

No dia 31 de maio de 2012 foi ao ar a entrevista que dei para o programa “Curtindo São Paulo” da JustTV. Nesta entrevista eu falei sobre a minha carreira e sobre o aprendizado de inglês. Falei ainda sobre os meus três livros “The Classroom is a Stage – 40 Short Plays for English Students”, “101 Dicas Para Você Aprender Inglês com Sucesso” e “Aprenda Inglês Cantando e Aprenda a Cantar em Inglês”.

Para assistir ao programa, clique no link abaixo:

 

No estúdio do programa "Curtindo São Paulo"

No estúdio do programa “Curtindo São Paulo”

Assista e depois comente. Se tiver alguma pergunta, pode me escrever.

Até mais,

Carlos

Veja a minha entrevista na uptv

dezembro 12, 2012

Ontem eu dei uma entrevista na uptv (www.uptv.com.br) para o programa Cultura.com apresentado por Chico Cabrera. Nela eu falo sobre a minha carreira, sobre como comecei a trabalhar com teatro e como comecei a dar aulas de inglês. Ainda falo sobre os meus livros e sobre como aprender inglês com sucesso.

Aqui está o link para a entrevista, caso você queira vê-la:

http://uptv.com.br/programas.php?video=3087

O programa só ficará online por uma semana. Por isso, aproveite!

Se tiver algum comentário ou pergunta, pode mandar para mim.

Até mais,

Carlos

Dica 515 – Preocupe-se com o seu inglês (mas sem exageros)

novembro 20, 2012

Preocupar-se um pouco com o seu inglês é importante para o seu progresso. Muitas vezes eu tenho a impressão que aqueles alunos que se preocupam mais são os que mais aprendem.

Vejam o caso de um aluno meu. Ele é um ótimo aluno. Participa ativamente das aulas, tenta falar o máximo possível – sempre em inglês – e sempre se arrisca a dizer as coisas, mesmo quando não tem certeza. Ele estuda fora da sala de aula, faz sempre a lição de casa, e tenta usar o inglês que está aprendendo. Assiste a filmes, lê livros, ouve músicas, enfim, ele está realmente engajado no processo de aprender inglês. Mas mesmo assim, às vezes ele vem conversar comigo e diz que está preocupado pois não está aprendendo tanto quanto gostaria. Num dia desses ele teve que faltar a uma aula, e depois veio me dizer que estava preocupado, pois havia perdido uma aula e ia ficar defasado.

Um outro aluno meu é exatamente o contrário. Ele vem para a aula, mas quase não participa. Quando precisa falar, fala em português. Raramente faz as lições de casa e não estuda praticamente nada. Quando chega para mais uma aula, parece não se lembrar nada do que foi visto na aula anterior. Mas este aluno não parece nem um pouco preocupado com o seu aprendizado. Quando eu o chamo, e digo que precisa se esforçar um pouco mais, ele sempre me diz que não tem tempo, mas que antes da prova final vai fazer todos os exercícios que não fez durante o curso inteiro.

Comparando os dois casos, vemos que aquele que está preocupado está aprendendo muito mais do que o outro. A preocupação faz com que aquele aluno estude mais, se esforce mais. Mais do que isso, ele está sempre avaliando o seu progresso. Ele consegue sentir que está aprendendo. E consegue saber onde estão as suas dificuldades e onde precisa trabalhar mais.

Mas cuidadeo! A preocupação é boa, mas também não se pode exagerar. Se você se preocupa demais, acaba ficando tão tenso que não consegue aprender. No caso de um aluno bom, perder uma aula não é motivo para se preocupar tanto. Se você costuma estudar por conta própria fora da sala de aula, você consegue estudar o que perdeu e aquela aula não vai fazer tanta falta. Mais do que isso, nas aulas de inglês nós sempre voltamos ao mesmo assunto seguidas vezes. Não se espera que você vá aprender todo um conteúdo em uma única aula.

Se você está estudando inglês, mas não está nem um pouquinho preocupado com isso, preocupe-se! Talvez mudando de atitude consiga aprender muito mais. Aliás, o que eu sempre digo é que a atitude é uma das coisas mais importantes para você aprender qualquer coisa. Você precisa querer aprender, e ir atrás disso.

Boa sorte e até mais,

Carlos

Dica 490 – Leia em inglês sempre que possível

agosto 21, 2012

Eu recebi a seguinte pergunta de uma leitora chamada Bruna:

“Ainda tenho inglês super básico e agora que estou começando a entender e a estudar mais o inglês. Nessa semana me propus a um desafio daqueles: peguei um livro em inglês na biblioteca. Ainda nem comecei a ler, mas minha pergunta é: Se eu tentar ler um livro numa língua que eu ainda não sei falar tão bem, isso atrapalha ou ajuda?”

Achei a pergunta tão boa, que resolvi compartilhar com todos, pois é uma dica muito importante.

Ler é sempre bom e sempre ajuda muito a aprender. Quando você lê – e eu já escrevi isso antes – você não está só aprendendo inglês. Você também aprende sobre o mundo, sobre lugares diferentes, vidas diferentes. Um livro é sempre um bom companheiro, isso em qualquer língua.

No caso de livros em inglês, uma coisa que você pode fazer é escolher livros mais simples no início. Existem livros feitos para estudantes de inglês que são divididos em níveis de inglês e você pode ir aumentando a dificuldade aos poucos. Os livros mais simples tem mais figuras, que ajudam você a entender a história.
Se você quiser, pode tentar ler um livro mais difícil também. Lembre-se, porém, que é normal não entender tudo. Se você conseguir entender a história – ou um pouco da história – já está bom, mesmo que não entenda todas as palavras.

Quando você lê, não procure as palavras que não entende no dicionário. Veja se consegue entendê-las pelo contexto. Ficar procurando muitas palavras no dicionário acaba desestimulando a leitura e quebrando o ritmo da história. Além disso, o fato de procurar a palavra não garante que depois você vai se lembrar dela. Há palavras que aparecem pouco na história e que nem são tão importantes assim. Só procure no dicionário se for uma palavra que se repete muitas vezes no texto e que impede que você entenda o sentido da história.

Quanto mais você ler, mais vai entender. Mesmo sem estudar as palavras, o simples fato de ler vai ajudar a ampliar o seu vocabulário.

Se no começo entender muito pouco, não fique frustrado, pois isso é absolutamente normal. Se só entender 10% de um livro, fique feliz pois já entendeu um pouco. Depois de um tempo você vai entender 11%, 12% e vai cada vez entender mais. É isso que importa – progredir sempre.

Leia sempre! Ler é muito bom!

Até a próxima,

Carlos

Dica 429 – O inglês das aulas e o inglês da vida real

fevereiro 11, 2012

Quando nós estudamos inglês, seja numa sala de aula ou por conta própria, aprendemos a falar o inglês “certinho”. Se você lê um diálogo num livro didático, esse diálogo segue as regras gramaticais e não há erros. Claro que é bom estudar assim e aprender o inglês correto, mas na vida real as pessoas não falam assim tão certinho. As pessoas falam errado, misturam os tempos verbais e trocam palavras, por exemplo. E é isso que dá o tom natural da língua. Quando nós falamos em português, nós também fazemos isso.

Quando aprendemos o futuro, por exemplo, aprendemos em que situações devemos usar “will” e “going to”. Mas vejam esse diálogo que eu selecionei no episódio 14 da oitava temporada de “Grey’s Anatomy”:

Esse é um diálogo absolutamente natural, mostrando como as pessoas realmente falam, mas você nunca vai encontrar algo assim num livro didático.

Por isso é tão importante que – além de você estudar – você se exponha o máximo possível ao inglês “de verdade”. Assista a filmes, leia muito, ouça e cante músicas. Quanto mais você fizer, mais natural o seu inglês vai ficar.

Eu não estou criticando os livros didáticos nem as escolas de inglês. É assim mesmo que se ensina. Mas cabe a você lapidar o seu inglês para ele ficar cada vez melhor. E soar mais natural vai deixá-lo melhor.

Até a próxima,

Carlos

Dica 410 – Compre livros bons e baratos dos Estados Unidos

dezembro 11, 2011

Se você quer aprender inglês, é fundamental ler em inglês. Quanto mais você ler, melhor o seu inglês vai ficar.

Ler é sempre bom, e um livro é sempre uma boa companhia. Eu não me conformo que há muitas pessoas que simplesmente não gostam de ler. Ler é sempre um prazer.

Nem sempre é fácil encontrar livros em inglês e muitas vezes os preços são altos demais aqui no Brasil. A solução é importar os livros do exterior. Uma das vantagens de se importar livros é que não se precisa pagar impostos para isso.

Há vários sites onde você consegue comprar livros e que entregam no Brasil.

Eu conheci o site Better World Books através do meu primo Guto. Já comprei deles, e é muito bom. Eles vendem livros usados, que são descartados por bibliotecas. Como as bibliotecas precisam de espaço para novos livros, elas simplesmente jogavam fora muitos livros. O Better World Books vende esses livros, que seriam descartados, por preços muito baixos. E os livros estão em excelente condição. Muitos parecem novos.

Conheça o site, clicando no link abaixo:

http://www.betterworldbooks.com/

O site vende livros novos também, que custam um pouco mais caro. Vários livros apresentam a opção de comprar um exemplar novo ou usado. Basta você procurar bem. Há muita coisa interessante. Há até dicionários em inglês!

As taxas de entrega são baixas e, em alguns casos é grátis mesmo em entregas internacionais.  A entrega pode demorar para chegar. O site diz que a encomenda chega no Brasil em até 14 dias. Pode ser que tenha mudado, mas quando comprei demorou uns 3 meses para chegar. Ainda assim, vale a pena, pois os preços são muito baixos. E se você não tem pressa pelo livro, não há problema em esperar.

É interessante conhecer como o site começou. Leia a história clicando no link abaixo:

http://www.betterworldbooks.com/info.aspx?f=beginnings

Se você é daqueles que não lê muito, está aí uma excelente oportunidade de desenvolver o gosto pela leitura. Ler é sempre bom! Basta você ler sobre coisas do seu interesse. Há pessoas que gostam de romance, de ficção científica, de livros sobre crime – cada um tem um gosto. Leia o que você gosta.

Não leia para aprender inglês. Leia para se divertir, pelo prazer de ler! O inglês virá como consequência.

Até a próxima,

Carlos