Posts Tagged ‘preocupacao’

Dica 555 – Não sofra por não conhecer palavras

julho 3, 2013

O editorial da Folha de São Paulo de hoje começa assim:

Açodamento para realizar plebiscito impede debates que a consulta deveria suscitar e traz risco de reforma política apenas piorar sistema atual.”

Eu não sei o que significa açodamento. Você sabe? Pelo contexto, deduzo que seja alguma coisa como pressa, já que o governo parece estar com pressa em fazer o plebiscito. Você sabe o que é suscitar? Essa eu sei, embora não seja uma palavra tão comum no dia a dia.

Mais abaixo, no mesmo editorial, há a seguinte frase:

Dizer que pelo menos o segundo desses benefícios seria perdido com um plebiscito feito de afogadilho é mero truísmo.

Você sabe o que significam afogadilho e truísmo? Eu não sei. Até o meu corretor de textos do computador acaba de sublinhar essas palavras, achando que devo ter escrito errado e não existem. Ou seja, nem o corretor de textos as conhece.

Pelo contexto, concluo que afogadilho deve também se referir à pressa em realizar o plebiscito.  Já truísmo não consigo descobrir pelo contexto. Mas tudo bem, isso não me impede de ler o editorial e saber que eles estão falando sobre os problemas de o governo ter pressa em realizar o plebiscito. Afinal, a gente lê o jornal para saber as notícias.

Quando estamos lendo um texto em português e não entendemos uma palavra ou mais, dizemos para nós mesmos: “Eu não entendo essas palavras”. No entanto, quando estamos lendo um texto e inglês e não entendemos algumas palavras já começamos a sofrer. Dizemos para nós mesmos: “Eu não sei inglês. O meu inglês é ruim. Eu estudo há tanto tempo e ainda não entendo inglês.” Por que cobramos tanto de nós mesmos?

Entender uma língua não significa entender todas as palavras dela. Se nem na nossa própria língua sabemos todas as palavras, o que dizer de uma língua estrangeira? Mas o que importa é a sua atitude em relação a isso. Se em português achamos natural não entender uma palavra, por que não fazemos o mesmo com o inglês? Por que sofremos tanto e nos culpamos tanto por isso?

Muitas pessoas “travam” quando estão lendo um texto e não conhecem uma palavra. Parece que sem aquela palavra não vai dar para entender o texto. Mas isso não é verdade. Você pode chegar até o fim do texto e entender toda a mensagem mesmo sem ter entendido algumas palavras. Claro que tudo depende do nível de complexidade do texto e do assunto. Se eu ler um texto sobre medicina com um monte de vocabulário técnico, nomes de doenças e procedimentos médicos,  eu não vou entender quase nada em língua nenhuma, nem em português.Em compensação, um médico que tenha um inglês muito ruim consegue entender um texto técnico em inglês, porque ele já conhece bem o vocabulário da sua área.

Eu não estou dizendo que não devemos nos preocupar com o vocabulário. Claro que devemos! Devemos sempre tentar ampliar o nosso vocabulário. Ter um vocabulário mais amplo mostra um domínio maior do idioma. Aprender palavras novas e saber como usá-las é muito importante. É algo que você deve fazer para sempre. Lembre-se de que a língua é viva e sempre aparecem palavras novas. O que estou dizendo é que você não deve sofrer quando não souber algo. Aprenda a relaxar e vai ver que a sua compreensão é boa, mesmo sem entender 100 % das palavras.

Nós não lemos um texto para aprender vocabulário. Nós lemos um texto para obtermos uma informação. Depois de lido, mais tarde, se você quiser, você pode ler o texto novamente, sublinhar as palavras que não conhece e procurar o seu significado. A partir daí você pode fazer todo o trabalho de realmente aprender o vocabulário: procurar exemplos com as palavras e tentar usá-las em vários contextos. Só usando a palavra é que realmente vamos aprendê-la e lembrar dela quando precisarmos falar.

Será que ao terminar de ler esta dica você vai procurar no dicionário o que significam açodamento, suscitar, afogadilho e truísmo? Isso fica a cargo da sua curiosidade. Pensando bem, quantas vezes na sua vida você acha que vai usar a palavra açodamento?

Até a próxima,

Carlos

 

Anúncios

Dica 515 – Preocupe-se com o seu inglês (mas sem exageros)

novembro 20, 2012

Preocupar-se um pouco com o seu inglês é importante para o seu progresso. Muitas vezes eu tenho a impressão que aqueles alunos que se preocupam mais são os que mais aprendem.

Vejam o caso de um aluno meu. Ele é um ótimo aluno. Participa ativamente das aulas, tenta falar o máximo possível – sempre em inglês – e sempre se arrisca a dizer as coisas, mesmo quando não tem certeza. Ele estuda fora da sala de aula, faz sempre a lição de casa, e tenta usar o inglês que está aprendendo. Assiste a filmes, lê livros, ouve músicas, enfim, ele está realmente engajado no processo de aprender inglês. Mas mesmo assim, às vezes ele vem conversar comigo e diz que está preocupado pois não está aprendendo tanto quanto gostaria. Num dia desses ele teve que faltar a uma aula, e depois veio me dizer que estava preocupado, pois havia perdido uma aula e ia ficar defasado.

Um outro aluno meu é exatamente o contrário. Ele vem para a aula, mas quase não participa. Quando precisa falar, fala em português. Raramente faz as lições de casa e não estuda praticamente nada. Quando chega para mais uma aula, parece não se lembrar nada do que foi visto na aula anterior. Mas este aluno não parece nem um pouco preocupado com o seu aprendizado. Quando eu o chamo, e digo que precisa se esforçar um pouco mais, ele sempre me diz que não tem tempo, mas que antes da prova final vai fazer todos os exercícios que não fez durante o curso inteiro.

Comparando os dois casos, vemos que aquele que está preocupado está aprendendo muito mais do que o outro. A preocupação faz com que aquele aluno estude mais, se esforce mais. Mais do que isso, ele está sempre avaliando o seu progresso. Ele consegue sentir que está aprendendo. E consegue saber onde estão as suas dificuldades e onde precisa trabalhar mais.

Mas cuidadeo! A preocupação é boa, mas também não se pode exagerar. Se você se preocupa demais, acaba ficando tão tenso que não consegue aprender. No caso de um aluno bom, perder uma aula não é motivo para se preocupar tanto. Se você costuma estudar por conta própria fora da sala de aula, você consegue estudar o que perdeu e aquela aula não vai fazer tanta falta. Mais do que isso, nas aulas de inglês nós sempre voltamos ao mesmo assunto seguidas vezes. Não se espera que você vá aprender todo um conteúdo em uma única aula.

Se você está estudando inglês, mas não está nem um pouquinho preocupado com isso, preocupe-se! Talvez mudando de atitude consiga aprender muito mais. Aliás, o que eu sempre digo é que a atitude é uma das coisas mais importantes para você aprender qualquer coisa. Você precisa querer aprender, e ir atrás disso.

Boa sorte e até mais,

Carlos