Posts Tagged ‘pronunciation’

Dica 566 – Vamos praticar a pronúncia do TH

agosto 3, 2013

Quem me conhece, e quem me acompanha aqui no blog e nos meus livros sabe da importância que dou a falar inglês com uma pronúncia boa. E ter uma boa pronúncia é só uma questão de prática. Quanto mais você praticar, melhor a sua pronúncia vai ficar.

Uma das maiores dificuldades para os brasileiros que querem falar inglês é pronunciar o som the TH, pois este som não existe em português. Na realidade, este som é produzido em português, sim, pelas pessoas que têm a chamada “língua presa,” como o ex-presidente Lula. Em português isso é considerado um defeito e talvez até por isso, muitas pessoas resistem muito em tentar falar dessa maneira. Muitos alunos me dizem que “é ridículo” colocar a língua para fora. No entanto, em inglês essa é a maneira correta de falar, e os nativos em inglês fazem isso normalmente.

Por este motivo, eu gosto de mostrar cenas de nativos falando inglês para tentar convencer as pessoas de que é assim mesmo. Vejam essa cena do seriado “Dallas” que eu editei e montei nesse pequeno vídeo:

Como você pode ver, não é vergonha nenhuma falar assim – pelo contrário! E como eu sempre digo, ter uma boa pronúncia é só uma questão de você trabalhar os seus músculos – a língua nesse caso – e colocá-los na posição correta. No começo pode parecer forçado, mas com o tempo, vai ficando natural e você vai fazer isso sem pensar.

Tente imitar o Lula falando “É assim mesmo que se fala!” e você vai colocar a língua na posição correta. Em português isso pode soar feio, mas vai ajudar a perceber a maneira correta de pronunciar o inglês.

Continue praticando. Para ter uma pronúncia boa você precisa querer!

Até mais,

Carlos

Anúncios

Dica 564 – Até desenhos animados colocam a língua na posição correta

julho 28, 2013

Como eu já disse uma vez, para falar corretamente você precisa exercitar os músculos da boca. São eles que vão ajudar os sons a sair de maneira correta. E uma das coisas importantes nesse trabalho é colocar a sua língua na posição certa. Muitos alunos acham bobagem fazer isso, mas isso é tão importante que até criadores de desenhos animados prestam atenção a estes detalhes.

Vejam esta cena do seriado “High School USA”, onde a personagem Amber levanta a língua para falar o som de L na palavra Well.

Em português nós pronunciamos o L final como U. Nós dizemos “Braziu”, “aneu”, “pasteu”, e na nossa língua esse som está correto. No entanto, em inglês, o L final é pronunciado com a língua para cima, e isso pode causar problemas de entendimento para os nativos. Eu já presenciei americanos não entendendo o nome do nosso país, pois a pessoa falava “Braziu” com o som de U no final. Não é má vontade dos nativos. Eles simplesmente não reconhecem o som, pois é muito diferente do som usado na língua deles.

Vejam essa cena do filme “Hercules”, onde até o personagem de desenho coloca a língua para fora e entre os dentes para pronunciar o som de TH na palavra anything.

Existem dois sons de TH. O sonoro, que aparece em palavras como the, mother, father, e other, e o mudo, que aparece em palavras como three, thinkbathroom e math. Se você não pronunciar o TH sonoro corretamente, os nativos conseguem entender você. Esse não é um problema tão sério. Se você falar de book ao invés de the book, você será entendido. No entanto o som de TH mudo pode causar mais problemas de entendimento. Three e tree são duas coisas bem diferentes, por exemplo. Pronunciar o TH corretamente é questão de prática. Treinando bastante, você chega lá.

Como tudo na vida para você aprender a fazer corretamente é preciso se esforçar e querer melhorar.

Vejam os exemplos desses desenhos e continue praticando!

Até a próxima,

Carlos

Dica 522 – Já que o mundo não acabou, continue aprendendo inglês – cantando!

dezembro 21, 2012

Bom, como o mundo não acabou vamos continuar vivendo a nossa vida da melhor maneira possível. E lembre-se que ainda dá para você aprender inglês!

Lembre-se de que para aprender inglês você só precisa começar. Ficar adiando aquela decisão de voltar para inglês não adianta nada. Você tem que começar e seguir em frente. Vá no seu ritmo, tentando a cada dia melhorar um pouquinho. E você consegue.

Para ajudar, aqui vão duas músicas sobre o fim do mundo, em inglês. Ouça bastante e depois tente cantar. Cantar é divertido e ajuda a aprender inglês. Você pratica pronúncia, aprende a cantar rápido – e consequentemente a falar rápido  – e aprende a juntar as palavras.

A primeira música é It’s the End of the World, da banda R.E.M. Aqui está o clipe:

E aqui a música com a letra:

Essa música é muito rápida e o vocabulário não é tão fácil. Se não conseguir cantar de primeira, não é o fim do mundo. Lembre-se de que se você praticar bastante acaba conseguindo. Tudo é uma questão de prática e de dedicação.

E aqui está a música End of the World de Skeeter Davis, uma música antiga, mas bonita e fácil de cantar.

Essa música (que foi tema do filme Girl Interrupted, com Winona Ryder Angelina Jolie)  é boa também para praticar formação de perguntas em inglês. Você pratica gramática enquanto canta. Aproveite!

Continue – ou inicie – o seu estudo de inglês. Aprender leva tempo e você nunca vai saber tudo, por isso sempre vai ter coisas novas para aprender. Línguas são dinâmicas e estão sempre mudando. O importante é começar e seguir. Sem pressa. Afinal, até o próximo fim do mundo você ainda tem bastante tempo.

Até mais,

Carlos

Dica 513 – Vídeos de American Accent Training

novembro 5, 2012

O meu aluno Rodolpho me mostrou pela primeira vez esses vídeos, que fazem parte de uma série que ensina a praticar para ter um sotaque americano. Embora eu não ache que o objetivo de ter uma boa pronúncia é soar exatamente como um americano, os vídeos são bem interessantes e podem ajudar bastante.

Eu já falei aqui que para se falar inglês bem você precisa trabalhar os seus músculos. Esses vídeos mostram como são produzidos os sons e dão exercícios para a boca e a língua, que permitem que você articule melhor os sons do inglês. Veja, conheça e pratique:

American Accent Training – Part 1

American Accent Training – Part 2

American Accent Training – Part 3

Esses são alguns dos vídeos da série. Existem outros, que se você procurar vai encontrar. E existe muito material disponível online para você trabalhar e melhorar sua pronúncia. Aproveite os recursos que existem por aí.

Ter uma boa pronúncia em inglês é importante. Você não precisa soar exatamente como um americano. Se você tiver um pouquinho de sotaque não há problema. Afinal, você não quer fingir que é americano. Você quer conseguir se comunicar bem com um nativo. Ter uma boa pronúncia ajuda você a ser melhor entendido e também ajuda você a entender melhor – veja outros posts onde já falei sobre isso. E para ter uma boa pronúncia você tem que querer melhorar, e se esforçar para isso.

Esses vídeos podem dar uma boa ajuda.

Até a próxima,

Carlos

Dica 396 – Como pronunciar o passado dos verbos regulares

novembro 4, 2011

Muitas vezes a pronúncia das palavras em inglês não tem uma lógica, pois as palavras são pronunciadas de acordo com a sua origem. No entanto, em alguns casos há regras que podem nos ajudar a melhorar a nossa pronúncia.

Um exemplo é a pronúncia do ed no final dos verbos regulares no passado. Há algumas regras fáceis de seguir que evitam problemas de entendimento.

Eu já comentei sobre o site Rachel’s English que tem muito material sobre pronúncia. Vejam o vídeo abaixo, que é muito ilustrativo:

No final do vídeo ela diz: “Agora você já sabe como pronunciar os verbos no passado”. Só que não é bem assim. Agora você já viu como é, mas vai ter que praticar bastante para conseguir fazer. Pronúncia é uma questão de treino. Quanto mais você treinar, melhor vai pronunciar. Então, mãos à obra!

No livro “English Pronunciation for Brazilians” escrito pela Cris, há um capítulo dedicado a isso e você tem a oportunidade de praticar bastante ouvindo aos CDs e repetindo.

http://www.disal.com.br/detalhes/index.asp?A1&A2=C&codigo=150570.1&41664xdNjBccepxEMzAoKsQCRveXegSwNXymymDa

Além disso, você pode praticar ouvindo músicas e cantando. ou com o seu livro de inglês. Pratique bastante e vai notar a diferença!

Até mais,

Carlos