Posts Tagged ‘seriado’

Dica 617 – Um festival de Línguas – A pronúncia do TH – Parte 1

julho 8, 2015

Uma das maiores dificuldades que eu tenho no ensino do inglês é fazer os meus alunos acreditarem que para pronunciar o som de TH eles precisam colocar a língua para fora no meio dos dentes. No Brasil, falar assim é considerado um defeito de fala – é o que a gente costuma chamar de “ter a língua presa”. No entanto, no inglês, essa é a maneira correta de falar. E para falar corretamente é preciso praticar bastante.

Para convencer os meus alunos de que é assim mesmo, eu costumo mostrar cenas de filmes e seriados onde dá para se ver claramente a língua saindo para fora. Por isso montei esse vídeo que eu chamei de “Festival de Línguas”. Assista, preste atenção às línguas que vai ver, e pratique bastante.

Aprender a pronunciar corretamente é um trabalho mecânico. Você precisa se esforçar bastante. No início você precisa pensar bastante no que está fazendo. Tem que ser uma atitude consciente. Se praticar muito, vai chegar um dia em que você vai fazer isso sem pensar. Quanto tempo isso vai levar, vai depender de você.

Para você melhorar, você precisa primeiro querer melhorar. E se dedicar a isso. Você consegue. Como diz o título de um dos meus livros, “Você Consegue Aprender o Que Quiser”.

Espero que esse vídeo ajude. Logo virão outros. Aguardem!

Até mais,

Carlos

Anúncios

Dica 602 – Contenha a ansiedade! Dê tempo ao tempo!

novembro 24, 2014

Recebi uma pergunta de um leitor, que achei melhor responder na forma de um post, pois é um assunto que diz respeito à maioria das pessoas.

O Jonas Schirmer me escreveu dizendo o seguinte:

“Sou estudante de inglês há 7 meses e sempre procuro praticar. Adquiri um pouco de vocabulário, mas fico confuso quando só pratico listening sem a transcrição. O que devo fazer?”

Eu já falei sobre isso algumas vezes, inclusive nos meus livros, mas acho importante voltar ao assunto. Um dos grandes problemas do mundo moderno é o imediatismo. Nós temos tudo muito fácil, e ao alcance da mão. E para muitas coisas, isso é muito bom! Podemos ler as notícias em poucos instantes e saber tudo o que acontece em qualquer lugar do mundo. Eu adoro baixar os meus seriados favoritos no dia seguinte aos que são exibidos nos Estados Unidos ao invés de ter que esperar para vê-los na TV aqui no Brasil. Você precisa de uma receita de comida, e consegue achar várias versões dela na internet a um toque do dedo. E muito mais.

Por outro lado, esse imediatismo nos levou a querer tudo fácil demais, e há coisas que levam tempo. O aprendizado, por exemplo. Não dá para ser aprender alguma coisa imediatamente. Tudo demora! E esse é o processo normal.

Quando eu era criança e adolescente e estava no colégio, eu fazia dezenas de exercícios de matemática até aprender bem. Eu ficava horas decorando os passados dos verbos em inglês, até aprendê-los.

Um ator ensaia uma peça durante meses até aprender o texto, colocar as emoções corretamente em cada fala e lembrar as suas posições no palco. E por aí vai.

Aprender inglês leva tempo, como aprender qualquer coisa. E você precisa se dar esse tempo. Não é de uma hora para outra que você vai aprender inglês. Vai demorar um pouco. O quanto isso vai demorar, depende de vários fatores, inclusive a sua dedicação.

Entender o que você ouve numa língua estrangeira não é fácil. No início, você não entende absolutamente nada. Mas aos poucos você começa a entender mais e mais. É claro que você não se lembra, mas quando você nasceu também não entendia nada do que as pessoas falavam para você. Mas com o temp0, foi aprendendo a entender. E hoje você entende a sua própria língua.

Essa história de imediatismo funciona assim. Você mal começa a estudar inglês e já quer entender um filme em inglês. E fica frustrado se não consegue. Lembre-se: este é um processo longo. Não se frustre – você é normal!

Quando você usa um livro didático, as atividades de listening são programadas cuidadosamente para serem um pouquinho acima do seu nível, para sempre estimulá-lo a crescer. Mas se você vê um filme ou ouve um coisa qualquer, aquilo não foi pensado em um estudante de línguas. Por isso é normal ser muito difícil. Mas com tempo isso vai se tornar mais fácil. Isso, é claro, se você sempre ouvir coisas em inglês.

Como o Jonas diz na sua pergunta, muita gente acha que ler a transcrição do texto ajuda a entender. Isso é um equívoco, pois a pessoa que faz isso entende melhor por ter lido, não por ter ouvido. E ler é uma outra habilidade que você precisa desenvolver, mas aí é um outro assunto. Ler não melhora a sua abilidade de ouvir em inglês. Para isso você precisa ouvir!

Se você controlar a sua ansiedade e a sua necessidade de querer entender tudo, vai ver que esse processo funciona. Uma ideia que eu dou aos meus alunos é assistir o mesmo filme ou seriado várias vezes. Na primeira vez, coloque na sua cabeça que não vai entender nada mesmo. E irá se supreender. Quanto mais vezes você assistir, mais vai entender. Mas mesmo que não entender tudo, não se desespere. Você chega lá.

No caso do Jonas, 7 meses não é muito tempo para aprender uma língua. Ainda há muito chão pela frente. É preciso de calma. É preciso dar tempo ao tempo. Aos poucos você vai entender mais e mais.

Usar a transcrição é uma muleta. Você pensa que está entendendo, mas não está. O dia que você achar que já está entendendo melhor e não olhar mais a transcrição, vai ter dificuldade novamente. Então o negócio é enfrentar a dificuldade agora!

Como eu já disse antes, tente ver as coisas pelo lado positivo. Não pense no que não consegue entender. Pense no que já consegue e vai ver que isso vai sempre aumentar!

Devagar e sempre!

Até a próxima,

Carlos

 

Dica 600 – Uso do “Simple Present” no seriado “The McCarthys”

novembro 1, 2014

O seriado “The McCarthys” estreou essa semana na TV americana. Pelo primeiro episódio, parece que será bem engraçado. Eu gosto da temporada de estreias dos novos seriados, pois podemos experimentar diversos programas e ver se gostamos. Eu costumo ver pelos menos uns três episódios antes de me decidir. Às vezes não dá para ter uma boa ideia assistindo só ao primeiro – se bem que muitas vezes eu nem chego ao fim do primeiro.  Alguns eu continuo assistindo e os que eu não gosto, deixo pra lá.

É divertido também assistir aos seriados antes que muitos deles estreiem no Brasil. Aliás, muitos deles nem chegarão a ser exibidos por aqui.

No primeiro episódio de “The McCarthys” a primeira cena já me chamou a atenção pelo uso do simple present. É bem fácil de entender, mesmo para quem é iniciante no inglês. Além disso, tem uma discussão interessante sobre o uso do artigo definido the.

Assista:

Se você se interessou procure assistir ao episódio inteiro. Assistir a seriados em inglês sem legenda ajuda você a melhorar a sua comprensão. Mesmo que entenda pouco no começo, resista à tentação de ler as legendas. Elas acabam se tornando uma muleta e você acha que está entendendo mais, mas isso ocorre porque você leu, não porque você entendeu o que foi dito. Se continuar tentando, vai entender cada vez melhor.

Até a próxima,

Carlos

Dica 562 – Correr riscos é bom!

julho 26, 2013

Em qualquer coisa que estivermos tentando aprender, é sempre importante arriscarmos. Tentar coisas novas e diferentes é o que nos leva para a frente. Muitas vezes nós não fazemos isso por medo de errar. No entanto, ter medo de errar nos faz ficar parados sempre no mesmo lugar, fazendo as coisas do mesmo jeito.

Vejam essa cena do excelente seriado “The Fosters”, do episódio que passou esta semana na TV americana:

Tocar piano, falar inglês ou andar na corda bamba têm alguma coisa em comum: é importante tentar, experimentar, arriscar.

Lembre-se de que se você nunca tivesse arriscado ficar em pé e dado seus primeiros passos, nunca teria caminhado. É claro que você levou vários tombos até aprender a coordenar as pernas e a se equilibrar, mas foi isso que fez com que você aprendesse.

Fale inglês. Tente conversar, mesmo que erre. Arrisque, e vai aprender muito mais!

Até a próxima,

Carlos

Dica 543 – Uma ótima música para praticar o Second Conditional

abril 5, 2013

No episódio do seriado “Smash” que foi ao ar essa semana nos Estados Unidos, a maravilhosa atriz da Broadway Bernadette Peters contracenou com a ótima Megan Hilty, uma das estrelas do seriado.

Em “Smash”, elas estão ensaiando o musical “Bombshell”, onde Megan Hilty faz o papel de Marilyn Monroe e Bernadette Peters faz a sua mãe. Detalhe: no seriado as personagens também são mãe e filha. E há bastante conflito entre as mães e filhas na história e no musical.

Nesta cena, as duas cantam juntas a música “Hang the Moon”. A música é linda, mas como você já sabe, eu não consigo ouvir uma música sem pensar: “Olha aí o Second Conditional”. Então aí vai o vídeo da música com a letra. Assim você pode cantar essa música que é realmente bonita e emocionante, e praticar um pouco o seu inglês.

Há muitas músicas por aí com o Second Conditional, e eu mesmo já postei várias aqui. Tem bastante material para você escolher e se divertir. Eu adoro musicais e amo esse tipo de música. Se você gosta de outro tipo de música, procure alguma do seu agrado. Há músicas para todos os gostos.

Mas antes, tente ouvir essa, pois realmente vale a pena!

Até mais,

Carlos

Dica 542 – Fique até o fim do filme

abril 3, 2013

Hoje em dia as pessoas parecem que tem pressa em sair do cinema. O filme mal acaba e a maioria já se levanta e começa a sair. Para que tanta pressa?

Alguns filmes guardam uma cena surpresa no final dos créditos, e se você sair antes vai acabar perdendo essa cena. E além do mais você está perdendo uma ótima oportunidade de aprender um pouco mais de inglês. Durante os créditos você pode aprender muito vocabulário relativo a cinema. Você pode aprender várias profissões relativas ao cinema e várias palavras relativas à maneira como se faz um filme.

Vejam esse exemplo, com os créditos finais do seriado “True Blood”:

Assistindo aos créditos finais dos filmes que você vê no cinema ou mesmo em casa, você consegue saber mais sobre o filme em si, e consegue ampliar o seu vocabulário. Você vai encontrar muitas profissões que você não tem a menor ideia do que sejam, e aí pode até pesquisar e aprender muitas coisas novas.

Aproveite! É uma ideia fácil e divertida que vai ajudar você a saber mais inglês!

Até a próxima,

Carlos

Dica 527 – Veja um vídeo muitas vezes

janeiro 4, 2013

Para você aprender a falar bem em inglês é fundamental primeiro você ouvir muito inglês. Quanto mais você ouvir, mais você vai entender e, consequentemente, falar. Esse é o princípio base do aprendizado de qualquer língua.

Você não se lembra, pois era muito pequeno, mas foi assim que você aprendeu português. Você nasceu e não sabia falar língua nenhuma. Foi morar com uma família que falava português. As pessoas falavam com você o tempo todo e você só ia ouvindo, pois não conseguia falar nada. Aos poucos foi balbuciando as primeiras palavras até conseguir falar. E esse processo demorou bastante tempo. Se você tivesse ouvido francês, teria aprendido francês.

Nós ouvimos inglês o dia todo. Ouvimos músicas nas rádios e nos aparelhos de mp3. Mas muitas vezes não prestamos atenção ao que estamos ouvindo.Vamos ao cinema e vemos filmes em inglês, mas como estamos lendo a legenda acabamos não prestando atenção ao som.  O que você precisa praticar é ouvir prestando atenção.

Uma ideia que pode ajudar bastante é escolher um vídeo e assistir a ele muitas vezes. Eu sugiro algo curto, como um episódio de um seriado de TV. Há os seriados que têm episódios de 42 minutos (que na TV levam uma hora por causa dos comerciais) e os que têm episódios de 21 minutos (que na TV levam 3o minutos). Você pode escolher o que quiser. Pode ser o seu seriado favorito, ou um qualquer que você não conheça. Assista ao mesmo episódio várias vezes. Na primeira vez, assista sabendo que não vai entender muita coisa – talvez só uma ideia bem geral da história. E relaxe, pois você sabe que vai assistir ao mesmo episódio mais vezes e vai conseguir entender mais.

Quando você assistir ao mesmo episódio muitas vezes, vai perceber que a cada vez está entendendo um pouco mais. Além da história, vai começar a entender palavras, frases, expressões, e vai até entender algumas piadas e jogos de palavras que não tinha conseguido entender antes. À medida em que assiste, você vai entendendo cada vez mais, começando do geral e indo para os detalhes.

Eu tenho feito essa atividade com meus alunos particulares. Dou para eles um episódio de um seriado curto e peço para que assistam a eles em casa muitas vezes. Alguns dos meus alunos chegam a assistir ao mesmo episódio 5 vezes. E depois eles comentam comigo que a cada vez entendem melhor. Depois de algum tempo, alguns alunos me contam felizes que assistiram a um programa apenas três vezes e já conseguiram entender praticamente tudo. É claro, quanto mais você pratica, mais você entende.

Aqui em casa, como eu já falei muitas vezes, nós somos fãs do seriado Glee. Eu baixo os episódios inéditos todas às sextas-feiras (pois ele vai ao ar às quintas nos Estados Unidos) e assistimos todos juntos pela primeira vez – já é uma tradição da família. Depois disso, a minha filha Bruna coloca o episódio no computador dela e assiste várias vezes – nem sei quantas. Algum tempo depois, ela já sabe de cor frases inteiras do episódio, de tanto que já viu. E como ela já viu todos os episódios muitas vezes, ela sabe tudo, não só sobre a história mas como tudo o que já foi dito no seriado. Tudo bem, você não precisa ser um maníaco como ela – é apenas um exemplo ilustrativo.

Nós não assistimos TV para aprender inglês. Nós assistimos TV para nos divertirmos, e usamos o nosso inglês para isso. Depois que você estiver entendendo inglês melhor, você não vai mais ter necessidade de assistir ao mesmo programa muitas vezes. Isso é feito como um treino de compreensão.

Lembre-se de que entender inglês não significa entender todas as palavras que você ouve. O importante é entender bem a história mesmo que não entenda algumas palavras. O objetivo de assistir muitas vezes não é entender 100 % das palavras, mas sim de entender a história bem. Sempre vai ficar alguma coisa sem ser entendida, e isso é absolutamente normal – acontece até quando estamos vendo algo em português.

Experimente esta dica e sinta os resultados. Se quiser e se puder, escreva me contando sobre a experiência.

Até a próxima,

Carlos